Nikola adia evento de apresentação enquanto busca retomar confiança

Nikola adia evento de apresentação enquanto busca retomar confiança
A Nikola postergou um evento de apresentação de seus veículos e suas tecnologias enquanto enfrenta acusações de fraude

A montadora de caminhões elétricos Nikola (NASDAQ: NKLA) adiou nesta quarta-feira (30) o evento para apresentação de veículos e tecnologias de bateria, enquanto a startup enfrenta a acusações de fraude que culminaram na saída de seu fundador e CEO Trevor Milton.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

A companhia comunicou que seu evento previsto para dezembro deste ano “Nikola World”, quando a empresa deveria apresentar seu modelos, foi postergado, sem dar uma nova data.

A fabricante atribui o cancelamento às restrições do estado do Arizona nos Estados Unidos, onde está baseada sua sede, em razão da pandemia. A medida, no entanto, acontece também enquanto o grupo busca recuperar a confiança dos investidores após alegações de fraude, publicadas em relatório da Hindenburg Research.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Desde a divulgação do documento que acusou a startup e o seu então CEO de enganar acionistas e investidores sobre a real posição na qual estava sua tecnologia, em 10 de setembro, os papéis da Nikola despencaram junto com o seu valor de mercado.

Em resposta, Milton saiu em sua defesa e da montadora, argumentando que o relatório trazia “falsas alegações”, antes de renunciar à posição de diretor executivo na semana passada. A Nikola comunicou que as acusações são “falsas e enganosas”.

Nikola divulga vídeo de caminhões andando

Junto com o comunicado desta quarta-feira, a Nikola divulgou um vídeo de seu caminhões dirigindo por diversos terrenos. A publicação ocorre depois da empresa ter sido obrigada a admitir mais cedo neste mês que um de seus veículos não se movia por conta conta própria, e descia por uma colina em realidade.

A companhia procurou se apresentar, no comunicado, como uma Fabricante de Equipamento Original (OEM, na sigla em inglês), cuja especialidade está em design, inovação, software e engenharia”.

“Montamos, integramos e comissionamos nossos veículos em colaboração com o suporte de parceiros de negócios e fornecedores”, salientou a fabricante.

A Nikola ainda comunicou que “continua comprometida” em anunciar uma “grande colaboração para a produção de hidrogênio e estações de abastecimento de hidrogênio até o final do ano”. A empresa pretende inaugurar sua primeira estação comercial de hidrogênio no segundo trimestre de 2021.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião