Negócios

Netshoes cai 12% com conselho recomendando oferta do Magalu

0

As ações da Netshoes apresentam forte desvalorização na tarde desta terça-feira (4) na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). Por volta das 15h10, as ações caíam 12,81% a US$ 3,20. Durante a manhã, as perdas chegaram a 16,17%.

Na última segunda-feira (3), os acionistas da Netshoes convocaram uma assembleia geral para decidir a possível aprovação da proposta de compra feita pela Magazine Luiza (MGLU3). Na mesma data, a possível compradora informou em fato relevante que o conselho da Netshoes recomenda aos acionistas o aceite da proposta da varejista. A assembleia deve ocorrer em 14 de junho.

A oferta feita pelo Magazine Luiza é de US$ 3 por ação. Por sua vez, na última quinta-feira (30), a varejista online, Centauro, ofereceu uma oferta de US$ 3,50 por ação. Contudo, em comunicado, a Nesthoes afirmou que a Centauro (CNTO3) “não oferece garantias suficientes em relação à situação financeira”.

A aquisição da Netshoes para a Magazine Luiza já foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Contudo, isto não significa que a venda será concretizada.

Saiba mais – Netshoes convoca nova reunião para aprovar proposta do Magazine Luiza

Entenda as ofertas de aquisição da Netshoes

No dia 29 de abril o Magalu apresentou uma proposta de US$ 2 por ação, ou seja, de US$ 62 milhões. As duas fecharam um acordo de aquisição, que já foi até mesmo aprovado pelo Cade.

No entanto, no dia 23 de maio, a Centauro entrou na disputa e ofereceu US$ 2,80 por ação, o que equivale a um total de US$ 87 milhões. Três dias depois, a Magazine Luiza reagiu aumentando a oferta. Assim, foi oferecido o total de US$ 3 por ação, ou US$ 93 milhões.

No dia 28 de maio, a Centauro aumentou ainda mais a oferta pela aquisição da Netshoes, ultrapassando os US$ 100 milhões, ou seja, US$ 3,50 por ação.

Compartilhe a sua opinião

Amanda Gushiken
Amanda Sayuri Gushiken escreve sobre finanças e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, trabalhou selecionando notícias da imprensa para clientes do mercado financeiro. Também desenvolveu pesquisa acadêmica pela Universidade Anhembi Morumbi na área de Teorias da Comunicação e é fotógrafa nas horas vagas.