Negócios

Neoenergia investirá R$ 1,9 bi em parques eólicos no Nordeste

0

O Conselho de Administração da Neoenergia (NEOE3) aprovou, na última quinta feira (19), o investimento de R$ 1,9 bilhão na construção da totalidade do complexo eólico Oitis, nos estados do Piauí e Bahia.

De acordo com o fato relevante da Neoenergia, ao todo serão dez novos parques que terão sua energia destinada à comercialização no mercado livre com capacidade média de 50%. A capacidade do complexo será de 566,5 megawatts (MW).

Além disso, o documento informa que o conselho aprovou a contratação de aerogeradores do complexo. É estimado que a operação comercial tenha início em 2022.

IPO da Neoenergia

A empresa de energia abriu seu capital no dia 1° de julho e apresentou alta de 8,37% no fechamento, com a cotação a R$ 16,96.

De acordo com o presidente da B3, Gilson Finkelsztain, o IPO da Neoenergia foi o maior do setor energético do País desde 2004, quando a CPFL Energia (CPFE3) abriu o capital.

Veja Também: Plano de privatização da Eletrobras sairá em breve, diz ministro

“A Neoenergia passa a integrar o seleto grupo de companhias listadas no Novo Mercado, segmento com o mais elevado nível de governança. Com o IPO, a empresa terá condições ainda mais favoráveis para financiar sua expansão e cumprir seu papel de prover energia para o crescimento da economia brasileira”, afirmou Finkelsztain.

Com a realização de seu IPO, a Neoenergia passa a ser a 142ª empresa listada no Novo Mercado. Este é o nível máximo de governança corporativa segundo os moldes da B3.

Conheça a elétrica

A Neoenergia é responsável por fornecer energia a 34 milhões de pessoas, que representam cerca de 20% da população brasileira.

São 13,8 milhões de unidades consumidoras atendidas por suas quatro distribuidoras:

  • Coelba (BA);
  • Celpe (PE);
  • Cosern (RN);
  • Elektro (SP/MS).

A companhia é controlada pelo grupo ​espanhol Iberdrola​​, e está presente em 18 estados do Brasil. Atua nos segmentos de:

  • geração;
  • transmissão;
  • distribuição;
  • comercialização.

Dentro da área de geração de energia, entre ativos em operação ou em construção, a Neoenergia tem capacidade de 4,5 gigawatts (GW). A área de concessão soma 836 mil quilômetros quadrados (km²) e abrange quase 1.000 municípios.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.