Neoenergia (NEOE3) adquire projetos de usinas para geração de energia eólica

Neoenergia (NEOE3) adquire projetos de usinas para geração de energia eólica
A Neoenergia (NEOE3) informou, na manhã desta sexta, que adquiriu um novo pipeline de projetos de geração de energia eólica.

A Neoenergia (NEOE3) informou, na manhã desta sexta-feira (18), que adquiriu um novo pipeline de projetos de geração de energia eólica. A informação foi revelada por meio de um comunicado ao mercado.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Segundo a empresa, a compra foi realizada por meio de sua subsidiária Neoenergia Renováveis S.A., junto à PEC Energia. A aquisição tem potencial de ser instalada em aproximadamente 400 MW. O valor total da aquisição pode atingir R$ 80 milhões, a serem pagos a partir do fechamento do negócio e em razão de determinados marcos de desenvolvimento dos parques.

Os projetos estão localizados na Serra da Gameleira, no estado da Bahia, e compreende uma área total de cerca de 7.800 hectares. A Neoenergia também passou a ser titular do direito ao futuro exercício de opção de compra, junto à PEC, de outros projetos eólicos na região. A opção poderá ser exercida a critério da subsidiária, ocasião em que será informada ao mercado junto às condições de preço e MW atrelados.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro para trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

“A aquisição reforça a execução do plano estratégico de longo prazo da Neoenergia, atendendo às políticas de rentabilidade e alocação eficiente de capital do grupo, além do comprometimento em ampliar a participação de fontes de energia renovável na matriz energética brasileira”, disse a empresa.

A companhia pontuou que o negócio “contribui ativamente para um futuro sustentável e de baixa emissão de carbono, acentuando sua atenção em prol do combate às mudanças climáticas”. A conclusão do negócio, no entanto, está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Neoenergia lucra R$ 423 milhões no segundo trimestre

A Neoenergia reportou, em julho deste ano, um lucro líquido de R$ 423 milhões auferido no segundo trimestre, uma retração de 18% na comparação com mesmo período de 2019.

A companhia alegou que os resultados trimestrais foram afetados principalmente pelos impactos do novo coronavírus (Covid-19) sobre as distribuidoras de energia do grupo. A empresa apontou para queda no consumo e a uma maior inadimplência dos clientes como resultados da pandemia.

A Neoenergia também informou que o volume de energia injetada na rede das distribuidoras encolheu 8,95% ante mesmo período do ano passado. Segundo a companhia, o resultados ocorreram em consequência do regime de quarentena para conter o avanço da pandemia, que levou ao fechamento de negócios e a uma forte desaceleração na atividade econômica.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião