Negócios

Neoenergia (NEOE3) estuda negociar ações na Latibex, bolsa espanhola

0

A Neoenergia (NEOE3) informou nesta segunda-feira (17), por meio de um comunicado ao mercado, que tem interesse em começar a negociar suas ações na Latibex, bolsa espanhola.

Segundo informações que constam no comunicado, a Neoenergia já realizou o pedido para receber o aval da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para inscrição no exterior. A empresa espera, agora, pela decisão da autarquia.

“A abertura visa canalizar investimentos europeus para a América Latina de forma simples e direta, buscando facilitar o acesso de investidores estrangeiros em seu capital social e gerar ainda mais liquidez para seus acionistas”, comunicou a Neoenergia em nota.

Resultado da Neoenergia no 4T19

O grupo Neoenergia obteve lucro líquido de R$ 2,229 bilhões no ano passado, alta de 45,1% em relação a 2018. Esse foi o primeiro resultado anual da empresa depois do IPO realizado no meio de 2019. O valor registrado foi recorde, superando pela primeira vez a casa dos R$ 2 bilhões.

De acordo com o diretor-presidente do grupo Neoenergia, Mario Ruiz-Tagle, os resultados referentes ao período de outubro e dezembro de 2019 foram alavancados pelo avanço do mercado das distribuidoras do grupo e o controle de custos.

Em relação ao resultado dos últimos três meses do ano passado, a Neoenergia teve lucro de R$ 618 milhões, um crescimento de 75% em comparação ao mesmo período de 2018. Também em relação ao quarto trimestre, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) aumentou 43%, chegando a R$ 1,513 bilhão.

A receita líquida da Neoenergia em 2019 foi de R$ 27,6 bilhões, um crescimento de 9,4% em relação a 2018.

De acordo com a Neoenergia, no quarto trimestre de 2019, o volume de energia distribuída chegou a 15,496 gigawatts-hora (GWh), com avanço de 4,4%. Dessa forma, no ano passado, o volume total alcançou 58.918 GWh, com uma alta de 3,9% na comparação ano a ano.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.