Natura muda ticker de NATU3 para NTCO3

Natura muda ticker de NATU3 para NTCO3
Natura

A Natura informou nesta segunda-feira (16) que mudará de ticker. A gigante brasileira de cosméticos passará a usar o ticker NTCO3 ao invés do ticker NATU3.

A negociação do novo ticker da Natura começará a partir de 18 de dezembro, sem alteração de valor ou ajuste. Os detentores de ações NATU3 no encerramento do pregão do dia 17 de dezembro receberão automaticamente o mesmo número de papéis com o novo ticker NTCO3.

A mudança ocorre por causa da incorporação da Natura Cosméticos pela holding Natura&Co. Essas mudanças na estrutura societária foram realizadas após a aquisição da Avon e em previsão de um processo de internacionalização.

Comissão Europeia aprova a compra da Avon pela Natura

A Comissão Europeia ratificou a compra da Avon pela Natura. O órgão executivo europeu concluiu que o negócio não implicará em problemas de concorrência no mercado europeu.

Para o órgão executivo da União Europeia (UE), as atividades resultantes da junção das duas empresas irá apenas culminar em um aumento “moderado” da participação de mercado na Europa.

A comissão também afirmou que continuará tendo “uma série de potentes fornecedores concorrentes em todas as áreas de produtos relevantes e nos países do Espaço Econômico Europeu”. Dessa forma, a concorrência não será afetada com o negócio.

Anúncio da compra

Em maio, a Natura anunciou a compra da Avon Products. A operação envolvia, segundo comunicado da empresa, uma troca de ações (all-share merger). O novo grupo foi avaliado em US$ 11 bilhões. Entretanto, apenas em novembro deste ano, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição.

A negociação entre as duas empresas foi aprovada pelo órgão regulador sem restrições. A Avon foi avaliada em US$ 3,7 bilhões. De acordo com a empresa brasileira, o faturamento anual da companhia, que operará após a finalização do negócio, será superior a US$ 10 bilhões (cerca de R$ 40 bilhões).

Saiba mais: Compra da Avon pela Natura é aprovada pela Comissão Europeia

“A restruturação societária é oportuna para que a Natura Cosméticos passe a ser detida pela Natura&Co, viabilizando a subsequente integração da base acionária e das operações da Avon, sem que isso resulte em incremento dos índices de endividamento da Natura”, informou a gigante brasileira de cosméticos.

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião