Não só Fortnite: confira os 10 videogames que mais faturam no mundo

Não só Fortnite: confira os 10 videogames que mais faturam no mundo
Não só Fortnite: confira os 10 videogames que mais faturam no mundo

A indústria de videogames, apesar de particularmente lucrativa há muito tempo, registrou um aumento significativo em termos de vendas e ganhos nos últimos anos.

Somente em 2019, o setor conseguiu gerar uma receita superior a US$ 120,1 bilhões (cerca de R$ 700 bilhões). Muito mais do faturamento das indústrias de cinema e música juntas. Mas quanto ganham por minuto os videogames mais populares do mundo?

O site de comércio eletrônico britânico musicMagpie calculou o faturamento em tempo real, criando uma espécie de contador on-line que, juntando vários dados e fontes públicas relacionadas aos principais produtores de software, permite entender quanto dinheiro geraram os videogames mais populares do mundo em 2019 através de:

  • microtransações
  • compras no jogo
  • cópias vendidas
  • assinaturas de seus serviços

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Então, quais são os videogames mais lucrativos e quais são seus ganhos por minuto?

Confira os 10 videogames que mais ganham dinheiro:

10 – Apex Legends

Lançado em fevereiro de 2019, o Apex Legends – desenvolvido pela Respawn Entertainment – é um videogame battle royale gratuito que imediatamente queria rivalizar com o grande concorrente Fortnite.

Apesar de ser gratuito para download, o título ainda consegue gerar lucro através de microtransações e compras no jogo por um total fr  US$ 1.042 por minuto. Para entender o impacto e a popularidade do Apex Legends, publicado em diferentes plataformas (PC, PS4 e Xbox One), o jogo registrou 50 milhões de jogadores um mês depois do lançamento, dos quais 10 milhões apenas nas primeiras 72 horas.

9 – Grand Theft Auto V

Considerado um dos videogames mais vendidos e mais lucrativos da história recente, Grand Theft Auto V da Rockstar continua vendendo muito bem, apesar de estar no mercado há mais de sete anos.

Com mais de 130 milhões de cópias vendidas, e apesar de ser oferecido como brinde na Epic Games Store, o GTAV consegue lucrar US$ 1168 por minuto, graças também a um componente on-line que ainda é muito ativo e constantemente atualizado, no qual os jogadores podem fazer compras no jogo de novos acessórios, veículos e roupas para personalizar seus avatares.

8 – Overwatch

Quem imaginaria que a Blizzard Entertainment – os criadores de um sucesso sem precedentes como o MMORPG World of Warcraft – teria triunfado mais uma vez, mergulhando em um gênero completamente diferente com Overwatch?

Depois de celebrar seu quarto aniversário há apenas alguns dias, o jogo de tiro em primeira pessoa continua a ser muito popular entre os videogamers, também graças a um grande investimento no mundo do eSport, desenvolvido pela Blizzard com uma importante competição, a Overwatch League, que reúne jogadores profissionais de alto nível de todo o mundo.

Apesar de ser um título premium, a Overwatch ainda consegue ganhar US$ 1170 a cada 60 segundos, graças à venda das loot-box, caixas aleatórias de prêmios que, mediante pagamento, permitem desbloquear novas roupas, emoticons e sprays decorativos para seus personagens favoritos.

7 – Call of Duty: Modern Warfare

Se existe um jogo de tiro em primeira pessoa multiplayer no mundo que virou mito na comunidade de jogadores, esse é sem dúvida a franquia Call of Duty.

Produzida anualmente pela Activision, mesmo que três estudos diferentes se alternem a cada iteração, a série CoD continua sendo um produto muito rentável, apesar de estar no mercado há quase vinte anos com diferentes fórmulas e configurações.

O último capítulo, Call of Duty: Modern Warfare – publicado no final de 2019 – confirmou essa tendência bem-sucedida desses videogames. Tanto que o jogo conseguir arrecadar US$ 1265 por minuto, graças ao mecanismo de microtransação.

6 – FIFA 19

Considerada uma das franquias esportivas mais famosas do mundo, a série FIFA se confirma como um dos produtos mais vendidos todos os anos, também graças às variações (pequenas ou grandes) que a Electronic Arts traz para o lançamento de cada nova versão.

Embora 2019 tenha sido o ano do FIFA 2020, o capítulo mais lucrativo acabou por ser o FIFA 19, que, segundo dados coletados pela musicMagpie, arrecadou US$ 1.545 por minuto.

Isso se deve principalmente ao FIFA Ultimate Team (FUT), uma modalidade muito famosa (e também altamente polêmica devido ao uso de caixas de prêmios consideradas por alguns como jogatinas), no qual o objetivo é criar um time de futebol dos sonhos, usando jogadores de qualquer clube e nacionalidade para competir em torneios offline e online.

5 – Anthem

O jogo de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela Bioware, Anthem foi lançado em fevereiro de 2019, no entanto, com recepção de jogadores bastante mista.

Saiba mais: Conheça a vida de Elon Musk em 20 datas marcantes

Embora nos primeiros meses tenha sido muito popular e jogado pelos usuários (há cerca de 150 milhões de horas jogadas desde o lançamento em maio de 2019), a longo prazo, o jogo foi abandonado lentamente pelos próprios desenvolvedores, gerando mal estar entre o público.

Com a promessa de reviver o projeto, a Anthem conseguiu ganhar US$ 2360 por minuto no ano passado, confirmando a disposição dos jogadores de acreditarem nesse projeto de ficção científica.

4 – CrossFire

O CrossFire – jogo de tiro em primeira pessoa gratuito lançado pela primeira vez em 2007 e baseado no Counter-Strike – continua a ter um público muito ativo e fiel de jogadores.

O jogo vê duas facções militares enfrentarem o Risco Global (GR), que representa as forças policiais, e a Lista Negra (BL), uma organização de terroristas, no campo de batalha, com uma receita bem estabelecida, mas eficaz.

Apesar dos muitos anos de presença no mercado e alavancagem em microtransações, o CrossFire ainda consegue ganhar US$ 2753 por minuto, conquistando o quarto lugar neste ranking.

3 – League of Legends

Considerado um dos MOBAs mais famosos do mundo dos videogames, League of Legends (ou simplesmente LoL) é provavelmente o jogo mais lucrativo da Riot Games.

Conquistando um lugar importante também no cenário competitivo dos eSports, o LoL continua sendo muito jogado pelos usuários, mesmo após onze anos de presença no mercado, coletando a cada minuto US$ 2950.

Um sucesso sem precedentes, sem dúvida, que em breve poderá ser superado pela ascensão do Valorant, uma nova equipe de FPS desenvolvida pela própria Riot Games, e que já está reunindo uma comunidade de gamers muito animada.

2 – Dungeon Fighter Online

Fenômeno de culto, especialmente em países asiáticos, como Japão e Coréia do Sul, o Dungeon Fighter Online é um clássico “beat-em up” 2D lançado pela primeira vez em 2005, mas que continua a gerar lucros mesmo quinze anos após seu primeiro lançamento.

De acordo com o musicMagpie, o Dungeon Fighter Online continua a receber US$ 3147 por minuto, se confirmando um sucesso sem precedentes.

1 – Fortnite

Não é de surpreender que, em primeiro lugar nesse ranking, haja mais uma vez  o indiscutível rei dos videogames battle royale e entre os títulos mais amados pelos usuários: Fortnite.

A “galinha dos ovos de ouro” da Epic Games – hoje cada vez mais uma plataforma de entretenimento em 360° e não mais um videogame gratuito, pelo menos no modo battle royale – consegue lucrar a cada minuto US$ 3541, graças às microtransações e compras no jogo que o usuário pode fazer para personalizar seus avatares.

Saiba mais: Jair Bolsonaro decreta redução de impostos sobre videogames

Um primeiro lugar que não é surpreendente e que também confirma o compromisso da Epic Games em manter o jogo atualizado e atualizado com novos conteúdos. Esse é o segredo do grande sucesso que permite ao rei dos videogames de permanecer no topo da lista. mesmo depois de quase três anos desde o seu primeiro lançamento.

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião