Negócios

MRV registra queda no Ibovespa após divulgação de entrada nos EUA

0

As ações da empresa de construção MRV Engenharia registraram forte queda no Índice Bovespa na última quarta-feira (4). A razão para o fato ocorrido pode ter sido o anúncio de que a empresa iria adquirir um negócio nos Estados Unidos.

A operação, no entanto, é de domínio dos acionistas que criaram a companhia, a AHS Residential. A empresa registrou uma perda de R$ 542 milhões, 6,44% do valor de seu valor de mercado na última quarta.

A transação não foi confirmada ainda pela MRV Engenharia, mesmo assim já está tendo um reflexo forte no mercado. A construtora deve comprar por cerca de US$ 255 milhões até 51% da AHS Residential. A empresa norte-americana de imóveis para locação foi fundada há seis anos.

Convertendo o valor para reais, a operação corresponde a praticamente 12% do valor da MRV na B3. O empresário brasileiro e presidente do conselho de gestão da MRV, Rubens Menin, é o acionista que detém a maior parte da empresa brasileira, com 32% do montante total.

Em fato relevante divulgado pela empresa, a MRV afirma que a transação foi conduzida pelo comitê especial independente de administração da empresa, criado em julho. Com o fechamento do negócio, a MRV passará a atuar no mercado da Flórida, nos Estados Unidos, fato inédito já que a empresa nunca tinha feito uma investida internacional desse tamanho.

O pagamento da transação será feito pela MRV com recursos que serão adquiridos no exterior por meio de uma holding que será fundada. A construtora brasileira enxerga com bons olhos a expansão em sua linha residencial para locação que será destinada a classe media americana. Em contrapartida, alguns especialistas não concordam com esse potencial visto pela empresa.

Investimento da MRV em locação

No início de julho, a maior construtora brasileira indicou que faria investimentos nos negócios de locação de imóveis residenciais. A ideia era realizá-lo por meio de fundos de investimento imobiliários (FIIs).

A operação de aluguel de casas é realizada em parceria com a plataforma Luggo. “A geração Y não quer ter um lugar definitivo para morar e, muitas vezes, tem renda abaixo da capacidade de poupança”, disse o fundador da MRV, Rubens Menin.

Cotação

Por volta das 11h30, desta quinta-feira (5), a MRV registrava variação positiva de 1,52% no Ibovespa, sendo negociada a R$17,99.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.