MRV (MRVE3) anuncia distribuição de R$ 163,9 milhões em dividendos

MRV (MRVE3) anuncia distribuição de R$ 163,9 milhões em dividendos
A MRV (MRVE3) informou, na noite da última terça, que seu Conselho de Administração deliberou sobre o pagamento de dividendos.

A MRV (MRVE3) informou, na noite da última terça-feira (6), que seu Conselho de Administração deliberou sobre o pagamento de dividendos aos investidores da companhia. A informação foi revelada por meio de um aviso aos acionistas.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

De acordo com o comunicado, serão pagos R$ 163.933.138,74 em dividendos mínimos obrigatórios da MRV, o equivalente a R$ 0,34014373 por ação. Os proventos serão creditados no dia 23 de outubro.

A companhia informou que receberão os dividendos os acionistas titulares de ações de emissão da empresa na data base de 13 de outubro de 2020. Dessa forma, os papéis da empresa passarão a ser negociados “ex-dividendos” a partir do dia 14 de outubro.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

“Serão observados os procedimentos adotados pelo Banco Bradesco (BBDC4), instituição responsável pela escrituraçãodas ações da companhia, pela Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia – CBLC, para as ações depositadas na custódia fungível”, informou a MRV.

MRV estuda abrir capital de subsidiária

A MRV comunicou, em meados de agosto, que estuda uma eventual oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de sua subsidiária Urba. De acordo com a companhia, a potencial oferta da subsidiária “se insere no contexto de reforçar a expansão das atividades da companhia”.

Entretanto, segundo o comunicado, o IPO está sujeito, entre outros fatores, à obtenção das respectivas aprovações societárias aplicáveis, a condições políticas e macroeconômicas favoráveis e ao interesse de potenciais investidores, nacionais e estrangeiros.

A MRV pontua que, com o objetivo de regular o relacionamento entre a controladora e a Urba, os conselheiros das companhias firmaram um acordo operacional entre as partes, “com o intuito de disciplinar a parceria entre ambas, estabelecendo os princípios que deverão nortear seu relacionamento operacional e comercial, sem, no entanto, afetar o curso normal dos negócios e atividades desenvolvidas”.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião