Negócios

Morgan Stanley compra 14,5% da Somos Educação, sob controle da Kroton

0

O Morgan Stanley anunciou na noite da última quarta (13) que comprou uma participação de 14,5% na brasileira Somos Educação. E nesta quinta (14) foi a vez do fundo Farallon Capital comunicar ao mercado da aquisição de outros 10% da companhia.

Desta forma, Morgan Stanley e Farallon Capital adquirem a participação minoritária que pertencia ao GIC (fundo soberano de Cingapura) e a outros investidores internacionais. Eles venderam suas ações num leilão, realizado na última sexta (8), a R$ 20,20. O motivo, segundo fonte do setor ouvida pelo jornal Valor Econômico, teria sido questões tributárias. Operações de fechamento de capital de empresas pode levar investidores estrangeiros a pagarem impostos mais elevados.

Saiba mais: Braskem, Embraer, Azul: veja quem divulga seus balanços nesta semana

Como quem adquiriu as participações na Somos foram a tesouraria do Morgan Stanley e a unidade brasileira do Farallon Capital – ou seja, por meio de operações locais, eles pagaram menos impostos. Assim, há lucros com a venda dos papéis da Somos para a Kroton.

Na sessão desta quinta, as ações da Somos Educação operavam com leve baixa de 0,13%, a R$ 22,27.

Saiba mais: Burger King Brasil: Três maiores acionistas venderão fatia de R$ 794 mi

A Kroton, que comprou da gestora Tarpon o controle (73%) da Somos Educação por R$ 6,4 bilhões, havia oferecido em 2018 R$ 23,71 + CDI numa oferta pública de aquisição (OPA). Ela deve ser realizada no segundo trimestre e tem por objetivo fechar o capital da Somos. O preço fechado por ação na operação foi de R$ 23,75, totalizando R$ 4.566.542.127,50, dos quais R$ 4.116.542.127,50 serão pagos à vista na data do fechamento e o restante será mantido em conta vinculada, para garantir o pagamento de determinadas obrigações de indenização assumidas pelos vendedores no contrato.

A Somos é administrada pela holding Saber, da Kroton. Após a aquisição, a gigante da educação destacou a importação do negócio.

Saiba mais: Embraer registra prejuízo de R$ 78,1 mi no 4º trimestre de 2018

“A aquisição da Somos pela holding Saber promove a complementariedade da atuação no segmento de educação básica brasileiro e está totalmente alinhada à estratégia de crescimento por meio da qualidade diferenciada dos produtos, serviços e plataformas educacionais digitais oferecidos”, destacou a Kroton.

Compartilhe a sua opinião

Guilherme Caetano
Formado em jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP, Guilherme Caetano escreve para o portal de notícias da Suno Research. Passou pelas redações da Folha de S.Paulo e da revista Época.