Mirae troca Bradesco (BBDC4) por Iochpe-Maxion (MYPK3) em carteira semanal

Mirae troca Bradesco (BBDC4) por Iochpe-Maxion (MYPK3) em carteira semanal
Mirae troca duas ações em carteira recomendada semanal

A Mirae Asset informou nesta segunda-feira (21) que fez apenas uma alteração na carteira recomendada semanal de ações do Ibovespa, o principal índice acionário da bolsa de valores de São Paulo (B3). A gestora trocou as ações do Bradesco (BBDC4) pelos papéis da Iochpe-Maxion (MYPK3).

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Segundo a Mirae, o período continua com grandes incertezas, dado que a retomada da economia mundial ainda passa pelo novo coronavírus (covid-19) e como ele ainda pode afetar o mundo. A expectativa permanece a mesma das semanas anteriores.

“Temos que ficar de olho no avanço do covid-19 no mundo, que se mostra um fator de grande preocupação para a retomada da economia mundial e eventual informação sobre o avanço da vacina para cura da doença. Qualquer informe sobre estes temas terá força para influenciar o mercado financeiro global”, afirmou, em nota, Pedro Galdi, analista responsável pela carteira.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Além disso, a política nos EUA também entra no radar, com a possibilidade de um novo pacote de estímulos. “A busca por entendimento entre republicanos e democratas para o novo pacote de estímulo também ficará no radar, já
que está ocorrendo pressão de parte de membros dos dois partidos para que se encontre uma solução para esta pendência”, disse Galdi.

Mirae troca Bradesco por Iochpe-Maxion

A Mirae optou por trocar apenas um ativo na carteira recomendada semanal. Segundo a gestora, a Iochpe-Maxion teve um desempenho aquém do esperado no segundo trimestre.

“No geral o resultado do 2T20 foi mais fraco do que o esperado e fortemente impactado pelo covid-19/isolamento social ocorrido no período, com forte queda de receita nos mercados globais em que atua no mercado automobilístico”, afirmou Galdi.

De acordo com Galdi, mesmo assim, a companhia está muito descontada na Bolsa.

“Embora a relação dívida líquida/Ebitda esteja elevada em 5,8x, os vencimentos não são de curto prazo e a empresa encerrou o período com um caixa de R$ 1,4 bilhão, suficiente para suportar a recuperação da economia no curto prazo e possível renegociação de dívidas. Esperamos uma recuperação no mercado em que atua e nas vendas ao longo do 2S20 e principalmente em 2021. A MYPK3 está muito descontada em Bolsa”, disse Pedro Galdi, da Mirae.

Vinicius Pereira

Compartilhe sua opinião