Política

Ministério da Saúde anuncia secretário executivo como ministro interino

0

O Ministério da Saúde informou neste sábado (16) que o secretário executivo da pasta, Eduardo Pazuello, vai assumir interinamente o comando do ministério. Pazuello substitui o ex-ministro Nelson Teich, que se demitiu do governo na última sexta-feira (15).

De acordo com o Ministério da Saúde, o novo ministro é especialista em logística e coordenou as tropas do Exército durante os Jogos Olímpicos, além de ter coordenado a Operação Acolhida, que presta assistência aos imigrantes venezuelanos que chegam ao Brasil.

Garanta acesso gratuito à eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas com um único cadastro. Clique para saber mais!

O médico Teich disse que deixou, para quem viesse sucedê-lo, um plano de trabalho “pronto para auxiliar os secretários estaduais e municipais a tentar entender o que está acontecendo e pensar próximos passos”.

Nelson Teich pede demissão do Ministério da Saúde

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich pediu exoneração na manhã da sexta-feira. O médico estava no cargo há menos de um mês, e substituiu Luz Henrique Mandetta, demitido após divergências na condução da crise do coronavírus.

Um dos motivos para a saída de Teich seria a divergência no uso da cloroquina como tratamento para o coronavírus, segundo informações da GloboNews. A postura do agora ex-ministro era diferente daquela do presidente Jair Bolsonaro, segundo relato também de repórteres de outros veículos de imprensa que atuam em Brasília.

Veja Também: Coronavírus: Nelson Teich pede demissão do Ministério da Saúde

Publicamente, Bolsonaro vinha retomando a pressão pelo uso de cloroquina nos últimos dias. O presidente defende o uso do medicamento desde os estágios iniciais da doença. A recomendação do Ministério da Saúde, no entanto, é que seja usada em casos graves, por não haver comprovação da eficácia do remédio contra o coronavírus.

Nelson Teich, no entanto, vinha adotando postura de cautela. O agora ex-ministro publicou em seu Twitter mensagem sobre o medicamento em que chamava a atenção para os efeitos colaterais. Ele indicava também que outros remédios estavam testados e reafirmava o protocolo instituído por Mandetta.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.