Minério de ferro sobe 6% na China após anúncio de investimentos

Minério de ferro sobe 6% na China após anúncio de investimentos
O presidente da Vale afirmou que a empresa está no caminho de atingir sua meta de produção de 400 milhões de toneladas

Após anúncio de investimentos em infraestrutura do governo chinês, no último domingo (01), os índices futuros do minério de ferro na China registraram alta nesta segunda-feira (02).

O preço do minério de ferro à vista com 62% de pureza no porto de Qindgdao, na China, registrou uma elevação de 6,99%, atingindo US$ 90,58. Trata-se da máxima de duas semanas e da terceira sessão consecutiva de ganhos. No último domingo, o Conselho do Estado chinês informou que está comprometido com os projetos de investimentos e infraestrutura como apoio a economia.

O analista da Tianfeng Futures informou a agência de notícias “Reuters” que apesar da alta da cotação do minério, os preços deverão recuar no longo prazo.

“A recente recuperação do minério de ferro é uma alta de curto prazo, em parte devido às usinas siderúrgicas, que estão elevando temporariamente a demanda por matéria-prima”, disse o analista Wu Shiping.

A empresa de análise de dados de aço e minério de ferro, Tivlon Technologies, informou que a demanda de aço deverá aumentar a partir da segunda semana de setembro.

“A Tivlon está observando corte voluntários na produção de usinas siderúrgicas na China e os estoques de aço estão diminuindo em relação às máximas”, informou.

Produção de minério de ferro da Vale recua no 2° trimestre

No Brasil, em julho, a mineradora Vale registrou recuo em sua produção de minério.

A produção de minério da Vale (VALE3) teve uma baixa de 33,8% em relação ao mesmo período de 2018. No ano passado, a produção deste insumo pela mineradora foi de 96,755 milhões de toneladas. Neste ano, as toneladas de ferro produzidas caíram para 64,057 milhões.

Confira Também: Cotação do minério de ferro sobe na China após desastre de Brumadinho

Apesar de as vendas de minério de ferro da Vale terem subido, do primeiro trimestre para o segundo deste ano, o valor ainda foi inferior ao de 2018, levando em conta o mesmo período para a comparação. Entretanto, as vendas tiveram um salto de 11,8%, comparada ao primeiro trimestre deste ano.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião