Meta de inflação da zona do euro “está distante”, informa BCE

Meta de inflação da zona do euro “está distante”, informa BCE
Meta de inflação da zona do euro "está distante", informa BCE

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, declarou que a inflação na zona do euro está “bem distante” de sua meta, entretanto segue abaixo de 2%. Durante a sessão no Parlamento Europeu nesta segunda-feira (28), a mandatária também garantiu que a autoridade monetária não está “complacente” com essa situação, “estamos sempre prontos para entregar nosso mandato”, assegurou.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

A presidente do BCE avaliou que as medidas de crédito implementadas pela instituição foram bem-sucedidas no objetivo de relaxar as condições financeiras e estabilizar os mercados. O Programa de Compras de Emergência de Pandemia (PEPP) não teve efeitos negativos significativos, “O PEPP é extremamente eficiente e útil”, informou.

Lagarde afirmou ainda que não está preocupada com divergências de opiniões entre membros do Banco Central Europeu. Segundo a mandatária, é importante que haja discordâncias para que possa haver um consenso.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

De acordo com a presidente, não é papel da instituição estabelecer uma meta para a taxa de câmbio, entretanto os movimentos no euro têm impactos na inflação. “A pandemia provocou oscilações nos mercados globais, inclusive no câmbio”, explicou.

Lagarde revelou ainda que o BCE pretende concluir a revisão estratégica da política monetária em setembro de 2021, declarando que manter o juros baixos por muito tempo têm impacto significativo na economia, entretanto, até o momento, a experiência com taxas negativas tem sido positiva, concluiu.

Zona do euro: BCE aumenta projeção de inflação para 2021

O Banco Central Europeu divulgou no dia 10 de setembro deste ano novas projeções para a economia da zona do euro. A autoridade monetária revisou para cima a expectativa de inflação no ano que vem. Apesar disso, o BCE manteve as projeções para 2020 e 2022 no mesmo nível das prévias anteriores.

Segundo informações do relatório do BCE, a inflação (medida pelo HICP, índice de inflação que o BCE utiliza no cálculo) ficará em 0,3% neste ano e subirá para 1,0% em 2021 e para 1,3% em 2022.

Saiba Mais:  Zona do euro: BCE aumenta projeção de inflação para 2021

A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, afirmou que este dado estável de 2022 esconde um aumento da expectativa para o núcleo dos preços (que não consideram alimentos e energia), compensando uma diminuição da expectativa para os preços de energia.

As projeções para os preços de energia também foram elevadas para o ano que vem, mas diminuíram para 2022. O BCE estima que haverá um achatamento dos preços no longo prazo. O relatório da autoridade monetária da zona do euro informa que os dados de alta frequência mostram que há uma recuperação da economia, porém para voltar aos níveis pré-crise, em decorrência da pandemia de coronavírus (Covid-19), ainda irá demorar anos.

Com informações do Estadão Conteúdo

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião