Internacional

Mercado norte-americano mostra sinal de possível recessão

0

Na manhã desta quarta-feira (14), o mercado de renda fixa dos EUA deu um sinal significativo sobre o futuro de sua economia. O país de Donald Trump não demonstrava sinais de recessão em sua economia há 12 anos.

Em 2007, a curva de juros de rendimentos de alguns títulos do tesouro dos EUA também apresentou queda. Um ano depois, o país norte-americano entrou em uma enorme crise financeira.

Por ser um país com uma economia “segura”, investidores de todo o mundo sempre buscam os EUA para poder investir em títulos.

Entretanto, as baixas nos indicadores econômicos globais estão fazendo com que os investidores fiquem cada vez mais atentos sobre uma possível crise global da economia.

Veja também: Inflação anual nos EUA chega a 1,8% em julho 

Economia da zona do euro em queda

Nesta quarta-feira, o PIB trimestral da zona do euro foi divulgado. O avanço foi de somente 0,2% nos meses de abril a junho deste ano. No primeiro trimestre de 2019, o crescimento registrado foi de 0,4%. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (14) pela agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat.

Seguindo a mesma linha, a Alemanha também registrou um queda significativa em seus indicadores econômicos. O PIB da Alemanha teve uma baixa de 0,1% no segundo trimestre. A produção industrial da maior potência econômica da Europa caiu 1,8% no trimestre em comparação aos primeiros três meses do ano.

Indicadores de Portugal

Em Portugal, a queda na produção industrial de junho foi de 4,5%, em relação a maio deste ano. Em contrapartida, o país divulgou o crescimento de 0,5% entre abril e junho, em comparação com o primeiro trimestre.

A economia portuguesa conseguiu manter o ritmo de crescimento do primeiro trimestre e registrou uma alta de 1,8% entre abril e junho, no comparativo anual.

PIB britânico

O PIB do Reino Unido também registrou uma contração. O percentual foi de 0,2% neste segundo trimestre, em comparação aos primeiros três meses do ano. Os dados foram divulgados no dia 9 de agosto.

Títulos dos EUA

O rendimento da T-note de 2 anos estava em baixa de 1,595% nesta manhã. O juro da T-bond de 30 anos conseguiu atingir uma baixa histórica. A queda do papel registrava um percentual negativo de 2,036%.

A T-note consiste em uma nota do Tesouro dos EUA que pode ser negociada com uma taxa de juros fixa e um vencimento entre um e dez anos. Já a T-bond é um título de dívida do governo norte-americano, com prazo de vencimento de mais de 10 anos.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.