Magazine Luiza pretende entrar no Rio de Janeiro, diz Trajano

Magazine Luiza pretende entrar no Rio de Janeiro, diz Trajano
Após a divulgação dos resultados pelo Magazine Luiza (MGLU3), o Bradesco BBI elevou o preço-alvo para as ações da varejista.

O presidente do Magazine Luiza (MGLU3), Frederico Trajano, declarou nesta sexta-feira (13) que “não tem como não entrar no mercado do Rio de Janeiro“, contudo salientou que não há prazo para isso.

“Não estou no Espírito Santo, Rio, Brasília e devo estar, mas não estou dizendo que será no ano que vem ou no outro”, afirmou o presidente do Magazine Luiza a jornalistas após um encontro com investidores no início desta sexta.

Quando questionado sobre o motivo pelo qual não ainda não atua no Rio, Trajano disse que é por uma questão de oportunidades e prioridades de expansão do grupo.

Em relação a investimentos para 2020, o presidente do Magazine Luiza afirmou que haverá uma aceleração, mas não informou números.

Conta digital do Magazine Luiza

O Magazine Luiza anunciou, nesta sexta, que lançará uma conta digital em janeiro de 2020. A conta, denominada Magalu Pay, estará integrada ao ‘super app’ da varejista.

Saiba mais: Magazine Luiza lançará conta digital em janeiro

A plataforma virtual permitirá que os consumidores paguem boletos, façam transferências, comprem nas lojas físicas da empresa via QR Code e no ecommerce. Além disso, o aplicativo indicará por geolocalização qual é a loja da varejista mais próxima do cliente.

“A principal diferença é que [a conta] será multicanal e integrada. Não vamos precisar gastar milhões para convencer o cliente a baixar outro app”, afirmou Roberto Bellissimo, diretor-financeiro da varejista.

O presidente-executivo da varejista, Frederico Trajano, afirmou que a empresa fará uma parceria com o Banco do Brasil para possibilitar saques em dinheiro por meio do Magalu Pay. “O plano é expandir esse tipo de parceria com outros bancos no futuro”, salientou Trajano.

Além da conta virtual, a varejista lançará o “Magalu Pagamentos“. O serviço está ligado ao pagamento de recebíveis para os vendedores do marketplace da empresa.

De acordo com Trajano, por meio meio dos serviços financeiros, o Magazine Luiza pretende aumentar o número de clientes fiéis e, consequentemente, o número de vendas.

Rafael Lara

Compartilhe sua opinião