Lojas Americanas (LAME4) registra lucro líquido de R$ 49,9 mi, alta de 3,5%

Lojas Americanas (LAME4) registra lucro líquido de R$ 49,9 mi, alta de 3,5%
Black Friday da Lojas Americanas (LAME4) terá live e cashback

A Lojas Americanas (LAME4) divulgou nesta quinta-feira (29) os resultados referentes ao exercício no terceiro trimestre de 2020. A empresa registrou um lucro líquido de R$ 49,9 milhões, ante R$ 48,2 milhões do mesmo período do ano passado, registrando uma alta de 3,5%.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A receita líquida da Lojas Americanas foi de R$ 5,13 bilhões no período, enquanto o terceiro trimestre de 2019 registrou R$ 4,24 bilhões, alta de 21%.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado chegou a R$ 754,8 milhões, ante R$ 757,0 milhões do mesmo período de 2019, desta forma, a empresa registrou queda de 0,3%.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Ao passo que o GMV total cresceu 31,1%, atingindo R$ 9,9 bilhões no trimestre, acelerando sequencialmente sustentado pela alta penetração das vendas online. Diante disso, o GMV online representou 71,0% do GMV total do Universo Americanas. Durante o trimestre, 24% da área de vendas esteve fechada devido à pandemia de Covid-19 no Brasil.

Além disso, no dia 30 de setembro, a empresa apresentava uma posição de caixa líquido de R$ 4,9 bilhões ante uma dívida líquida de R$ 4,3 bilhões no mesmo período do ano anterior, representando uma melhora de 2,8x EBITDA.

“A redução do endividamento líquido consolidado reflete os impactos do follow-on da Americanas e do aumento de capital da B2W no 3T20, além do fluxo de caixa gerado pelas plataformas física e digital. O prazo médio da dívida encerrou o trimestre acima de 32 meses.”, informou o relatório.

A plataforma física apresentou uma posição de caixa líquido de R$ 28,5 milhões ante uma dívida líquida de R$ 4,9 bilhões no mesmo período do ano anterior, uma variação de + 1,8x o EBITDA. O prazo médio da dívida encerrou o trimestre acima de 32 meses.

Lojas Americanas tem prejuízo de R$ 49,2 mi no 1T20

A Lojas Americanas teve prejuízo atribuído aos controladores de R$ 49,2 milhões no primeiro trimestre deste ano. O valor representa uma diminuição de 8% do prejuízo registrado no mesmo período do ano passado.

A receita da empresa subiu 14,2% nos três primeiros meses do ano, em comparação ao mesmo intervalo de 2019, para R$ 4,06 bilhões. A receita líquida das unidades físicas cresceu 4,3%, para R$ 2,4 bilhões, na comparação ano a ano. As operações de e-commerce avançaram 32,3% na receita líquida do trimestre encerrado em março, para R$ 1,7 bilhão.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) consolidado teve queda de 1,8%, para R$ 583 milhões. De acordo com a Lojas Americanas, a queda no Ebitda foi puxada pelo aumento nas provisões para potenciais desvalorizações de estoques.

Em seus negócios online (e-commerce), a Americanas apresentou um crescimento de 35%. O volume foi puxado pelo aumento na frequência de compra e novos clientes. “Em abril, tivemos uma forte aceleração, com o número de pedidos crescendo 83%”, informou a empresa em seu balanço.

Saiba Mais: Lojas Americanas (LAME4) tem prejuízo de R$ 49,2 mi no 1T20

Com o crescimento das operações online, consequentemente o número de visitas a sites e aplicativos da companhia também cresceu, em 45%. Dessa forma, a empresa chegou as 659 milhões de visitas no trimestre encerrado em março.

O resultado financeiro líquido da Lojas Americanas ficou negativo no primeiro trimestre, em R$ 315,6 milhões. Ainda assim, o valor foi 18% menor do que os R$ 385,1 milhões negativos apresentados no mesmo período do ano passado.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião