Destaque

Lojas Americanas (LAME4) capta R$ 7,87 bi em follow-on

Lojas Americanas (LAME4) capta R$ 7,87 bi em follow-on
Lojas Americanas (divulgação)

A Lojas Americanas (LAME4) levantou R$ 7,87 bilhões em sua oferta subsequente de ações (follow-on). A companhia definiu o preço de suas ações, sendo R$ 34,50 para a preferencial (PN) e R$ 29,78 por ação ordinária (ON). Foram emitidas 108 milhões de ações ON e 135 milhões de ações PN.

O capital social da Lojas Americanas foi aumentado dentro do limite do capital autorizado. A companhia informou que foi respeitada a proporção entre as ações ordinárias e as ações preferenciais, mediante subscrição de novas ações, no montante de R$7,87 bilhões.

Com a oferta realizada pela empresa, o capital social da Lojas Americanas passou a ser de R$ 12,2 bilhões, dividido em 653.154.656 ações ordinárias e 1.213.406.137 ações preferenciais.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A oferta não incluiu direito de preferência dos seus atuais acionistas titulares de ações ordinárias e de ações preferenciais de emissão da companhia, “tendo sido concedida prioridade aos acionistas para subscrição de até a totalidade das ações (considerando as ações adicionais) colocadas por meio da oferta restrita, na proporção de suas participações acionárias no capital social da companhia”, assim como foi informado no fato relevante divulgado pela no dia 6 de julho.

A Lojas Americanas informou que utilizará os recursos líquidos provindos da oferta em investimentos na AME Digital Brasil, sua controlada. Além disso, a companhia também irá aportar parte do montante em outras frentes como na expansão, tecnologia, logística e distribuição e novos negócios da empresa.  Também será realizada a capitalização da B2W Digital e a otimização da estrutura de capital da empresa.

“Além da diluição a ser verificada pelos Acionistas que não participarem da Oferta Restrita por meio do exercício do Direito de Prioridade previsto no artigo 9º-A da Instrução CVM 476, não há outras consequências jurídicas ou econômicas relevantes decorrentes do Aumento de Capital”, informou a Lojas Americanas.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião