Localiza (RENT3) e Unidas se unem por Uber e podem ajudar Movida

Localiza (RENT3) e Unidas se unem por Uber e podem ajudar Movida
Localiza (RENT3) e Unidas se unem por Uber e podem ajudar Movida

A fusão das empresas Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3), que mexeu com o mercado nesta quarta-feira (23), deve gerar mais do que uma sinergia para a futura companhia. A fusão também deverá possibilitar a entrada na demanda por aluguel de carros para utilização de Uber e poderá, inclusive, ser positiva para a principal concorrente de ambas: a Movida.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

De acordo com analistas ouvidos pelo SUNO Notícias, o novo negócio entre Localiza e Unidas é positivo e deve surfar um setor dependente de escala e gerar melhores números para a futura companhia.

“Além das sinergias de custo (duplicidade de rede de lojas em algumas em regiões, G&A, tecnologia), o negócio de locação de veículos é essencialmente dependente de escala. Escala que gera maiores descontos com as montadoras, rede de lojas mais capilarizada, marca forte, redução dos custos de captação etc. Além disso, as duas companhias têm uma complementariedade interessante, sendo a localiza líder no RAC e seminovos e Unidas líder no gestão de frotas”, disse Victor Borba, analista da Vista Capital.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Breno Francis de Paula, analista do Banco Inter, concorda com a visão positiva para a sinergia das duas empresas. Segundo ele, para além disso, o setor é pouco explorado no País e tem um longo caminho pela frente.

“O setor tem fundamentos promissores para os próximos anos. A demanda por aluguel de carros e Uber em detrimento ao transporte público é crescente; o modelo de carro por assinatura ainda é pouco penetrado e no Brasil, apenas 10% da frota corporativa é terceirizada, número três vezes menor do que países pares”, disse, em nota.

O aumento dos carros compartilhados, como Uber e 99, no Brasil, então deve continuar a melhorar os números dos players do setor e, por isso, a união de Localiza e Unidas deve surfar o retorno ao normal das atividades após a pandemia causada pelo novo coronavírus (covid-19).

Tudo, porém, ainda depende da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sobre o negócio.

Movida pode se beneficiar de negócio entre Localiza e Unidas

Para os especialistas ouvidos pelo SUNO Notícias, o negócio pode ir além da primeira impressão. Se de cara o mercado julgou a Movida (MOVI3) a mais afetada pela negociação, com dois concorrentes disparando na frente, agora, a análise parece começar a mudar.

Com um competidor a menos no mercado, deve faltar espaço para concorrência de preços -o que, no final das contas, pode ajudar também a Movida.

“A Localiza e Unidas tinham balanço mais sólido que a Movida, e a Localiza escala muito maior. Se o Cade aprovar a fusão, acho que a Movida terá um competidor com muito mais escala, o que complica a vida. Por outro lado a redução de três para dois players grandes”, afirmou Victor Borba, da Vista Capital.

O mercado parece concordar com a tese. Não à toa, as ações da Movida subiam cerca de 5,7%, cotadas a R$ 17,92 próximo das 15h10 (de Brasília).

Combinação de negócios

A Localiza e a Unidas anunciaram na noite da última terça-feira (23) que realizaram um acordo de incorporação de ações. Através dele foram estabelecidos os termos e condições para a implementação da combinação dos negócios das empresas, mediante a incorporação de ações da Unidas pela Localiza.

Os acionistas da Unidas irão receber 0,44682380 ação ordinária de emissão da Localiza em substituição a cada 1 ação ordinária de emissão da Unidas por eles detidas na data de fechamento. A operação está sujeita aos termos e condições previstos no acordo, na data de consumação da incorporação de ações.

A Localiza informou que, baseado na relação de troca, negociada entre partes independentes, levando em conta as premissas previstas no acordo, os acionistas da companhia passariam a deter, em conjunto, 76,85000004% do capital social total e votante da companhia combinado, e os então acionistas da Unidas passariam a deter, em conjunto, 23,14999996%.

O Bank of America foi o assessor financeiro exclusivo da Localiza na operação, enquanto o Banco Itaú BBA atuou como assessor financeiro exclusivo da Unidas. Segundo o comunicado da companhia, Pinheiro Neto e Machado Meyer atuaram como assessores legais da Localiza e Unidas, respectivamente.

Vinicius Pereira

Compartilhe sua opinião