Latam anuncia serviço de ‘stopover’ sem custos adicionais em São Paulo

Latam anuncia serviço de ‘stopover’ sem custos adicionais em São Paulo
Latam anuncia serviço de 'stopover' sem custos adicionais em São Paulo

A Latam anunciou um serviço de stopover em São Paulo, para permitir que os passageiros façam uma parada na cidade sem custos adicionais. O anúncio ocorreu, nesta segunda-feira (2), no Palácio dos Bandeirantes, com a presença do governador de São Paulo, João Doria.

O serviço permite que os passageiros que comparem voos da Latam com escala nos aeroportos de Guarulhos ou Congonhas fiquem por até três dias em São Paulo. A medida estará disponível a partir de 20 de dezembro.

O presidente da aérea no Brasil, Jerome Cadier, ressaltou que é a primeira vez que a empresa lança um serviço deste tipo no mundo. De acordo com o executivo, a expectativa da companhia é positiva em relação ao serviço. No entanto, Cadier não estimou quantas pessoas deverão utilizá-lo.

O executivo afirmou que contratou cerca de 1 mil funcionários para atender o aumento dos voos na capital paulista. Cadier disse ainda que outros governos do País já procuraram a aérea para implantar o serviço.

Segundo Doria, a facilidade representa um novo passo para a geração de movimento turístico no Estado de São Paulo, principalmente na capital.

“O stopover representa um novo passo adiante para a geração do movimento turístico aqui no Estado de São Paulo, mais especificamente na capital. O maior portão internacional de entrada do País é o Aeroporto Internacional de Guarulhos, sucedido pelo o Aeroporto de Viracopos. Agora, com o stopover, ganha a economia paulista com mais turismo, mais frequência na ocupação de hotéis e serviços da capital”, disse o governador.

Resultados da Latam no terceiro trimestre

No terceiro trimestre deste ano, a Latam reportou um lucro líquido de US$ 86,3 milhões no terceiro trimestre, com alta de 145% na comparação anual.

Saiba mais: Latam tem alta de 145% no lucro líquido no terceiro trimestre

No período de julho a setembro, a receita operacional atingiu US$ 2,67 bilhões, uma elevação de 6,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a aérea, a receita de passageiros aumentou 11,1%, chegando a US$ 2,34 bilhões. Já a receita de carga, recuou 9,8%, somando US$ 251,7 milhões. Outras receitas, por sua vez, retraíram 31%, para US$ 73,1 milhões.

Já a receita operacional por assentos-quilômetros oferecidos (RASK) aumentou 9,1%. A alta é resultado do aumento da receita por assento nas rotas internacionais para os Estados Unidos e nas operações domésticas da Latam em território brasileiro.

Giovanna Oliveira

Compartilhe sua opinião