Latam e SNA conversarão sobre proposta de redução de salário no dia 20

Latam e SNA conversarão sobre proposta de redução de salário no dia 20
A Latam Airlines Brasil vai se reunir com o SNA na próxima terça para conversar sobre o plano de redução permanente de salários.

A Latam Airlines Brasil informou que vai se reunir com o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) na próxima terça-feira (20) para conversar sobre o plano de redução permanente de salários apresentado pela aérea essa semana.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Vale lembrar que na última quarta-feira (14) a Latam apresentou ao SNA sua proposta que contempla:

  • Redução permanente da remuneração líquida de pilotos em 12%;
  • Redução da remuneração fixa e variável dos copilotos em 15% e um vale alimentação no valor de R$ 500,
  • Redução do salário dos comissários de bordo em 12%.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

Além disso, a aérea ofereceu a manutenção dos postos de trabalho pelo período de 24 meses e licença não remunerada também de 24 meses. A proposta apresentada nessa semana ainda previa prioridade em processos seletivos que podem ser realizados durante os próximos dois anos,  para os mais de 2.700 tripulantes demitidos.

No entanto, o SNA destacou que conversará com a Latam para que essa prioridade na contratação não tenha um prazo particular.

Apesar da aérea se mostrar confiante de que a nova proposta seja aprovada pelos tripulantes, o presidente do SNA, Ondino Dutra, apontou que a Latam não se mostrou muito flexível para rever alguns pontos do plano.

Além disso, Dutra afirmou que se os tripulantes não aceitarem a proposta, a Latam poderia transferir suas atividades no Brasil para a companhia Absa, e assim demitiria todos os seus funcionários, pois abriria novas vagas na Absa com salários inferiores.

Nesse sentido, o executivo considera que “esse plano é uma fraude trabalhista e colocaria em risco a recuperação judicial da empresa, devido ao enorme passivo trabalhista que seria gerado”.

A companhia afirma que a remuneração fixa de seus tripulantes é maior que a remuneração dos funcionários das concorrentes Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4), em aproximadamente 20% a 30%, além de que a remuneração variável paga pela Latam é paga por quilômetro e não por hora, isso, de acordo com a companhia, também aumenta o custo.

Latam tem prejuízo no 2T20

A Latam Airlines, em recuperação judicial nos Estados Unidos, registrou prejuízo de U$ 890 milhões (cerca de R$ 4,8 bilhões) no segundo trimestre de 2020. No mesmo período no ano passado, a companhia aérea havia registado prejuízo de US$ 62,8 milhões. Esse resultado é “explicado pela queda no resultado operacional em virtude da pandemia do novo coronavírus (covid-19)”.

O valor total de receitas no período de abril a junho alcançou o valor de US$ 571,9 milhões, queda de 75,9%, quando comparado com 2019. De acordo com a Latam, esta redução foi conduzida por uma diminuição de 93,3% nas receita de passageiros, explicada por uma redução de 93,7% na capacidade medida por assentos-quilômetros oferecidos (ASK).

“Em 26 de maio de 2020, e em função da covid-19 na indústria da aviação mundial, a Latam Airlines Group e as suas filiadas entraram com um pedido de proteção voluntária nos termos reorganização financeira dos EUA. Esse processo oferece à companhia a oportunidade de trabalhar com os credores do grupo e outras partes interessadas para reduzir sua dívida, acessar novas fontes de financiamento e continuar operando”, apontou o relatório.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião