Latam obtém financiamento de US$ 1,3 bilhão da Oaktree Capital

Latam obtém financiamento de US$ 1,3 bilhão da Oaktree Capital
Latam prevê desligamento de 2,7 mil colaboradores no Brasil

A Latam Airlines comunicou na última quinta-feira (9) a obtenção de um financiamento de US$ 1,3 bilhão (cerca de R$ 7 bilhões) para enfrentar a crise induzida pela pandemia do novo coronavírus.

Conforme nota assinada pela diretor executivo da companhia aérea, Roberto Alvo, o aporte foi prometido pela norte-americana Oaktree Capital Management do investidor Howard Marks. Dessa forma, o valor se soma aos US$ 900 milhões por parte da Qatar Airways e famílias Cueto e Amaro, acionistas da Latam, para evitar o processo de falência.

A aérea protocolou um pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos no mês de maio para reestruturar um dívida de US$ 18 bilhões. A companhia foi fortemente afetada pela pandemia e pelas medidas de restrição à circulação de pessoas.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

“Hoje, o grupo Latam deu um grande passo para garantir sua continuidade operacional, obtendo da Oaktree Capital Management e de suas subsidiárias o compromisso de todo o financiamento da seção A”, afirmou o CEO da Latam Airlines.

A proposta deve ser analisada e aprovada pela Justiça de Nova York nos próximos dias. Se a medida for autorizada, a companhia “espera que não seja necessário pedir apoio financeiro dos governos”.

Latam Brasil adere a processo de recuperação judicial

A empresa também informou que a Latam Brasil aderiu ao processo em razão do prolongamento da pandemia, o que irá facilitar o acesso à proposta de reestruturação da dívida.

No mesmo sentido, as subsidiárias no Chile, Peru, Colômbia, Equador e Estados Unidos também integraram o processo, iniciado no final de maio deste ano.

Saiba mais: Latam espera operar com 50% da capacidade até o final do ano

Apenas a filial da empresa no Paraguai não aderiu ao processo, enquanto a subsidiária argentina anunciou no mês passado que suspendeu por tempo indeterminado as atividades no país.

A Latam Airlines informou que “continuará a voar sem nenhum impacto nas suas operações de passageiros, cargas, reservas, vouchers, ou pontos Latam Pass.”

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião