Negócios

Klein procura sócios para comprar ações da Via Varejo

0

A família Klein estaria procurando sócios para comprar ações da Via Varejo (VVAR3). A família, que já controla 25,2% das ações da varejista de produtos eletrônicos, quer adquirir os papeis do acionista controlador, Casino Guichard-Perrachon.

A ideia dos Klein para adquirir o controle da Via Varejo é encorajar investidores a se juntarem a operação. O objetivo é afastar do controle a Casino. A empresa francesa renunciaria gradualmente a sua participação e ao seu poder de voto sobre a varejista. A família Klein poderia tomar um empréstimo do Banco Bradesco para financiar essa operação.

Saiba mais: Via Varejo confirma intenção de Michael Klein e XP em compra de ações 

O Casino possui 36,27% da Via Varejo através da Cia. Brasileira de Distribuição – Grupo Pão de Açucar (GPA). O controlador francês está tentando vender sua participação no varejista brasileiro, que vale cerca de R$ 2 bilhões, desde 2017.

Há um tempo a GPA está sondando o mercado para encontrar um comprador para a Via Varejo. A Amazon apareceu na mídia internacional algumas vezes como potencial interessada. Entretanto, seja o gigante varejista norte-americano que o grupo brasileiro desmentiram essa hipótese. A empresas de Jeff Bezos preferiu ampliar suas operações no Brasil ao invés de adquirir uma concorrente local.

Confirmado interesse de Klein e XP

A Via Varejo confirmou que o empresário Michael Klein e a XP Asset Management têm intenções na compra de suas ações. A informação foi publicada através de comunicado ao mercado divulgado nesta quarta-feira (15).

Dessa forma, o documento diz que Klein informou à Via Varejo que está no processo de contratar a consultoria XP para a avaliação do negócio. Entretanto, a varejista afirmou que ainda não há nada definido.

“Até o presente momento não há qualquer definição sobre a realização ou não dessa aquisição em bolsa de valores de ações de emissão da Companhia”, informou.

Saiba Mais: XP e Klein preparam proposta conjunta para Via Varejo

O comunicado foi divulgado em resposta a Ofício da B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre boatos da negociação.

Aquisição anunciada

A informação de que o empresário Michael Klein estaria se unindo à XP Asset Management foi divulgada pelo “Valor Econômico” na última segunda-feira (13). De acordo com o jornal, as duas partes estariam trabalhando em uma proposta para compra das ações.

Na operação, a XP criaria um fundo específico para veicular a operação de compra das ações. A corretora cuidaria da parte financeira, enquanto o comando da operação ficaria por conta de Klein. Já teria sido até decidido o nome do executivo que lideraria a Via Varejo após a aquisição.

Operação nada simples

Segundo o “Valor”, a operação não será simples. Atualmente, a Via Varejo, , controladora das redes varejistas Casas Bahia e Ponto Frio, tem um valor de mercado de cerca de R$ 6 bilhões.

Saiba Mais: Via Varejo registra prejuízo de R$ 267 milhões em 2018

A XP e Klein não estariam disponíveis a pagar ações a um preço superior a cotação média das negociações. Um ponto que não mudaria nem caso outros investidores se interessem em comprar a empresa. Atualmente, um fundo de private equity estaria interessado na Via Varejo.

As ações da varejista subiram sensivelmente nas últimas semanas, depois que foi proposta a eliminação do estatuto da empresa as cláusulas que dificultam aquisições. Entre elas, a regra de que, se um acionista atingir a quantidade igual ou superior a 20% dos papeis, deverá realizar obrigatoriamente uma Oferta Pública de Aquisição (OPA).

Saiba Mais: Via Varejo tem alta nas ações após anúncio de aquisição

A proposta vem em um momento em que os resultados da Via Varejo não foram positivos. Isso porque a varejista registrou um prejuízo total de R$ 49 milhões no primeiro trimestre de 2019. Essa é a terceira vez consecutiva de prejuízos trimestrais. Os analistas estimavam um saldo negativo de R$ 5,2 milhões. No quarto trimestre de 2018 o prejuízo líquido foi de R$ 279 milhões.

Compartilhe a sua opinião

Carlo Cauti
Editor-chefe da SUNO Notícias. Formado em Ciências Políticas pela universidade LUISS G. Carli de Roma e mestre cum laude em Relações Internacionais, Jornalismo Internacional e de Guerra e em Economia Internacional. No Brasil, teve passagem por veículos de comunicação como O Estado de S.Paulo, G1, Veja e EXAME. Também trabalhou nas agências de notícias italianas ANSA e NOVA.