Negócios

JBS quita dívidas de aproximadamente R$ 5 bilhões com bancos públicos

0

A JBS (JBSS3) quitou todas suas dívidas com bancos públicos, de acordo com informações divulgadas neste domingo (6) pela coluna Broadcast, do jornal “O Estado de S. Paulo”. O montante total chega a quase R$ 5 bilhões.

Os pagamentos que poderiam ser feitos até 2021 com o Banco do Brasil e instituições privadas foram antecipados pela JBS. O valor era de R$ 1,5 bilhão. A empresa também quitou R$ 1,82 bilhão que havia tomado junto à Caixa Econômica Federal.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é acionista da JBS e detém 21,3% das ações da empresa. A participação representa R$ 18,3 bilhões.

JBS compra Tulip Company

A empresa brasileira do ramo alimentício informou, no dia 28 de setembro, que comprou a Tulip Company, líder em produção de carne suína, em um negócio avaliado em US$ 354 milhões. A transação foi feita por meio da subsidiária Pilgrim’s Pride Corporation.

Segundo o comunicado ao mercado, divulgado pela JBS, a operação tem como objetivo originar uma nova líder no mercado de proteína e alimentos preparados na Europa. Isso pode acontecer por intermédio do aumento da carteira de alimentos preparados para 21% das distribuições globais da Pilgrim’s.

Veja também: JBS se recupera pós “Joesley Day” e quer protagonismo de volta

A JBS afirmou que o preço de compra é 5,4 vezes maior do que o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) esperado. Além disso, a negociação será bancada 100% pela Pilgrim’s.

No cenário mundial, a demanda por carne suína pode beneficiar a companhia, já que a China, por exemplo, tem tido dificuldades com esta proteína por conta da peste suína africana, que pegou o rebanho do país de surpresa nos últimos meses.

Última cotação

Os papéis da JBS fecharam o pregão da última sexta-feira (4) com variação negativa de 1,1%, sendo negociados a R$ 31,55.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.