JBS (JBSS3): Justiça aprova reabertura da unidade de Passo Fundo

JBS (JBSS3): Justiça aprova reabertura da unidade de Passo Fundo
JBS (JBSS3) inicia construção de unidade de biodiesel em SC

A JBS (JBSS3) informou na última sexta-feira (3) que obteve aprovação da Justiça para reabrir sua planta de processamento de aves localizada em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. A unidade retoma suas atividades na próxima segunda-feira (6) com plena capacidade.

Vale destacar que essa unidade da JBS já havia sido interditada no dia 24 de abril até 20 de maio, quando a Justiça permitiu a reabertura, e depois foi interditada novamente em 25 de junho, em razão do novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com a desembargadora Vania Maria Cunha Mattos, do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-4), a paralisação da unidade até o julgamento do recurso – mantida a interdição- poderia inviabilizar a própria atividade econômica, pois seria rompida toda a cadeia produtiva, com prejuízo inequívoco não só dos empregos — diretos e indiretos, como a arrecadação de impostos, afora, desabastecer a população em geral.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Contudo, Mattos destacou que a companhia terá que manter todas as normas de higiene e segurança do trabalho, além de garantir que somente funcionários assintomáticos trabalhem para mitigar o risco de propagação da Covid-19.

Unidade da JBS em Passo Fundo é interditada

Os auditores fiscais do Trabalho vinculados ao Ministério da Economia interditaram a unidade de Passo Fundo no dia 24 de abril deste ano. A vistoria que resultou na ordem de paralisação ocorreu após denúncia do Ministério Público do Trabalho do Estado (MPT/RS).

Segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, a planta apresentava 2 funcionários com diagnóstico positivo para a Covid-19 e três haviam contatos próximos confirmados. Enquanto, 15 possuíam suspeita da doença e quatro tinham contatos próximos com suspeita.

Já a segunda interdição foi determinada pela Justiça do Trabalho no dia 24 de junho.

Veja também: JBS (JBSS3): Justiça determina teste para coronavírus em funcionários de Três Passos

Desse modo, voltava a vigorar o termo de interdição dos auditores fiscais até que a JBS  atestasse o atendimento rigoroso e integral das medidas estabelecidas pela Gerência Regional do Trabalho, com o objetivo de conter a disseminação do novo coronavírus no frigorífico e preservar a segurança dos funcionários.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião