Itaúsa (ITSA4) registra lucro líquido de R$ 598 mi no 2T20; queda de 75,4%

Itaúsa (ITSA4) registra lucro líquido de R$ 598 mi no 2T20; queda de 75,4%
Itaúsa teve resultados afetados pela pandemia de coronavírus. (Foto: divulgação)

Itaúsa S.A. (ITSA4; ITSA3) divulgou seus resultados referentes ao segundo trimestre de 2020, na noite da última segunda-feira (10). A companhia registrou lucro líquido de R$ 598 milhões no trimestre encerrado em junho. O valor representa um queda de 75,4% em comparação ao mesmo período do ano passado.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

O lucro líquido recorrente da Itaúsa ficou em de R$ 1,4 bilhão, redução de 40,7% frente ao mesmo intervalo de 2019. A empresa destacou que teve o resultado impactado negativamente pelos efeitos da pandemia de coronavírus (Covid-19).

A receita da Itaúsa ficou em R$ 1,046 bilhão, uma queda de 8,5% em relação ao mesmo período de 2019. As despesas administrativas somaram R$ 24 milhões, uma redução de 17,2% frente ao mesmo intervalo do ano anterior por causa, principalmente, da reversão de provisão relacionada a projetos de “Novos Negócios”, ocorrida no 2T20, parcialmente compensada pela maior despesa com serviço de escrituração de ações, decorrente do aumento de mais de 200% da base acionária nos últimos meses.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

“As empresas investidas do portfólio (…) experimentaram os impactos nas suas operações ao longo do trimestre, seja pelo aumento de provisão para perdas esperadas com operações de crédito, como no caso do Itaú Unibanco, ou pela redução das vendas e menor diluição de custos fixos em função das restrições impostas ao varejo e ociosidade das fábricas, como no caso da Alpargatas (ALPA4) e Duratex (DTXE3)”, informou, em seu relatório, a Itaúsa.


A empresa destacou que seu resultado próprio atingiu despesa de R$ 33 milhões, uma queda de 21,4% em relação o segundo trimestre do ano anterior, “fruto essencialmente de reversão de provisão de despesas relacionadas a projetos de novos negócios e menor efeito da menor taxa de juros sobre a dívida líquida e atualização das contingências passivas”.

Para melhorar seus resultados, as empresas que estão sob o guarda-chuva da Itaúsa, com o objetivo de mitigar os efeitos econômicos negativos causados pela pandemia nas suas operações, têm atuado através de avanços nos canais digitais, na racionalização dos custos, em otimização de processos e ativos ou pela eliminação de complexidades e investimentos em tecnologia e automação de processos.

Tags
Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião