Itaúsa (ITSA4): quer ter portfólio de 10 a 12 empresas em até 5 anos

Itaúsa (ITSA4): quer ter portfólio de 10 a 12 empresas em até 5 anos
Itaúsa (ITSA4): quer ter portfólio de 10 a 12 empresas em até 5 anos

O presidente da Itaúsa S.A (ITSA4), Alfredo Setubal, declarou nesta quarta-feira (23) que a holding pretende ter entre 10 e 12 empresas em seu portfólio em até 5 anos, com a justificativa de buscar diversificação, ao passo que as expectativas de investimentos são entre R$ 1,5 bilhão a R$ 2 bilhões para o período, informou a empresa durante seu evento anual para investidores.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Diante do portfólio anunciado, a Itaúsa visa encontrar empresas com possibilidade de crescimento, de gerar caixa, pagar dividendos e que também compartilhem dos mesmos valores de governança e socioambientais da empresa, informou o presidente.

Outro requisito imposto pela holding é que os investimentos sejam domésticos, “Somos do Brasil e temos foco no Brasil”, declarou Setubal.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

O diretor ressaltou que foram muitos requisitos impostos pela empresa, o que poderia dificultar a busca, entretanto, a companhia não tem pressa, “se não acharmos investimentos, distribuiremos mais dividendos“. Além disso, há dois ou três investimentos no radar neste momento, anunciou.

Segundo Setubal, a Itaúsa almeja a diversificação, mas não pretende que ocorra uma diluição relevante do peso que o Itaú Unibanco tem em seus resultados. “Vemos o Itaú como um grande ativo da Itaúsa. Não queremos diluição relevante”, informou. “O banco vai passar por essa onda de digitalização e vai sair  fortalecido, com participação grande de mercado nos próximos anos”, concluiu.

O tíquete médio de R$ 1,5 bilhão a R$ 2 bilhões previsto para investimentos da holding pode ainda ser maior, entretanto, o que deve ser levado em consideração é que sejam investimentos no bloco de controle de empresas
familiares brasileiras, declarou o executivo, que ainda citou a relevância para o País de aportes nessa faixa, ao passo que no exterior ele são considerados pouco significativos.

“A Itaúsa está mais voltada aos setores industrial e de serviços”, afirmou, ressaltando que investimentos em startups e fintechs serão descartados.

O segmento de energia foi citado pela companhia, que no momento aguarda a aprovação do Cade para o investimento que fez na Copagaz. De acordo com Setubal, o objetivo da empresa é fazer com que nos próximos anos a distribuidora de gás deixe de ser apenas voltada para operações de GLP e passe a ser uma plataforma de energia.

Sobre a Itaúsa:

A holding atualmente apresenta participação no Itaú Unibanco (ITUB4), Alpargatas (ALPA4) , NTS (transporte de gás natural por gasoduto) e Duratex (DTEX3) , enquanto o ticket de investimento da Itaúsa é de R$ 1,5 bilhão, informou o presidente.

Veja Também: Itaúsa (ITSA4) aprova pagamento de dividendos

Setubal ainda informou sobre o baixo nível de endividamento da empresa, portanto não seria um problema realizar novos investimentos.

A Itaúsa foi prejudicada no segundo trimestre deste ano pela pandemia do coronavírus (Covid-19), registrando um lucro líquido de R$ 598 milhões, o que representa uma queda de 75,4% em relação ao ano anterior.

 

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião