Negócios

IRB (IRBR3) informa que conselho pede revisão da proposta de dividendos

0

A IRB Brasil RE (IRBR3) informou nesta quarta-feira (25) que o seu conselho de administração recomendou à nova diretoria que seja reavaliada a proposta de distribuição de dividendos.

Por meio de fato relevante, a IRB comunicou que a recomendação acontece devido aos impactos da pandemia, “sobretudo em razão da incerteza de cenários, decorrentes do agravamento da crise do Covid-19 nos últimos dias”.

A recomendação do conselho de administração vem após a polêmica envolvendo a Berkshire Hathaway, do megainvestidor americano Warren Buffett.

Saiba mais: Berkshire Hathaway desmente compra de ações da IRB Brasil (IRBR3)

“Surgiram relatos recentes na imprensa brasileira que a Berkshire Hathaway Inc. teria se tornado acionista da IRB Brasil RE. Esses relatos são incorretos. A Berkshire Hathaway não é atualmente um acionista da IRB, nunca foi acionista da IRB e não tem intenção de se tornar acionista”, declarou Buffett, após ruídos sobre sua participação.

Outras medidas da IRB

No início deste mês,a companhia também informou que seria revisto programa de remuneração dos administradores. Este não contará mais com o bônus “Programa de Superação” e será objeto de nova proposta.

A resseguradora cancelou a convocação da assembleia geral ordinária e extraordinária, prevista para o dia 30 de março. A medida foi tomada em vista do isolamento social e das restrições de descolamentos e aglomerações. Segundo a companhia, a reconvocação será feita em data oportuna.

A resseguradora ainda argumentou que houveram alterações relevantes em sua administração. De acordo com a empresa, foi promovida a substituição de todos os integrantes de sua diretoria estatutária. Além disso, foi indicado um novo presidente do conselho de administração, que será eleito na próxima sexta-feira (27).

Saiba mais: IRB (IRBR3) confirma alteração no quadro diretivo em meio à turbulência

“Do ponto de vista de governança corporativa e de diligência, é oportuno e recomendável que os novos administradores tenham a oportunidade de se engajar na nova proposta da administração e de se aprofundar nos assuntos da companhia, inclusive a serem deliberados na AGO/E, especialmente para prestar eventuais esclarecimentos aos acionistas”, informou a IRB.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Arthur Oliveira
Arthur Oliveira escreve sobre política, economia e negócios para o portal de notícias da Suno Research. Atualmente, é estudante de jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero.