Negócios

Bradesco e Itaú estudam vender participação da IRB Brasil

0

O Bradesco e o Itaú Unibanco estudam vender sua participação da IRB Brasil em oferta pública juntamente com o Banco do Brasil e a União.

As informações são do “Valor Econômico”. De acordo com o jornal, a preocupação do Bradesco e do Itaú é de assumir o controle acionário da companhia. Dessa forma, as instituições financeiras informaram ao governo que não possuem interesse em aumentar a participação na IRB Brasil.

A oferta pública da resseguradora, conforme a cotação da última quinta-feira (4), movimentaria R$8,1 bilhões. Com a entrada das duas instituições privadas, a operação passaria para R$ 7,9 bilhões.

O Bradesco possui 15,2% das ações ordinárias e o Itaú 11,1%. Por sua vez, a União tem 11,7% das ações da IRB Brasil e o Banco do Brasil detém 15,2%. Dessa forma, está sendo estudado a possibilidade da saída de todos os acionistas juntos.

Venda das ações da IRB Brasil poderá render R$ 3,7 bi à União

Com as vendas de ações ordinárias a União poderá arrecadar mais de R$ 3,7 bilhões. A IRB Brasil foi parcialmente privatizada em 2013. Entretanto, o governo ainda possui 11,7% do total. Esse valor é equivalente a 36.458.237 ações ordinárias.

Saiba Mais: BB Seguros planeja vender participação no IRB em oferta pública

De acordo com a nota pública da União a venda dependerá “das condições de mercado e dos estudos a serem desenvolvidos no âmbito do BNDES”. A venda das ações resultaria no pagamento da dívida pública. “Contudo, esse fluxo da receita será destinado para a redução da dívida pública federal”, afirma o decreto.

Estatais registram lucro de 132%

As oito principais empresas federais registraram lucro líquido de R$ 74,3 bilhões. O valor corresponde ao crescimento de 132% no ano passado. Dentre as oitos principais está IRB Brasil.

Saiba Mais: Warren Buffett negocia compra de parte relevante de ações do IRB

“Cada um tem sua especificidade, mas implementamos uma série de políticas e medidas com vistas a cortar custos e aumentar eficiência e produtividade”, disse o secretário de Governança da Empresas Estatais, Fernando Soares.

Nos primeiros três meses do ano a IRB Brasil registrou aumento de 26,2% nos prêmios emitidos em comparação com o de mesmo período em 2018. Somando total de R$ 1,8 bilhão.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.