IPO da Riva 9 (RIVA3): saiba tudo sobre a abertura de capital na B3

IPO da Riva 9 (RIVA3): saiba tudo sobre a abertura de capital na B3

A construtora mineira Riva 9 vai realizar sua Oferta Pública Inicial (IPO) no dia 30 de julho. A empresa do grupo Direcional Engenharia (DIRR3) tinha pedido o registro para a abertura de capital no começo de março. Após a operação, as ações da empresa serão listadas no segmento Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (B3) com o código RIVA3.

Segundo o prospecto apresentado pela própria Riva na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o IPO consistirá na distribuição pública primária de, inicialmente, 58.000.000 novas ações ordinárias de emissão.

Após a realização da Oferta (sem considerar as Ações Adicionais e as Ações Suplementares), um montante de até 58.000.000 ações ordinárias de emissão da Companhia, representativas de 53,7% do seu capital social, estarão em circulação no mercado.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Considerando a colocação das Ações Adicionais e as Ações Suplementares, um montante de até 78.300.000 ações ordinárias de emissão da Companhia, representativas de 61,0% do seu capital social, estarão em circulação no mercado.


O período de reserva do IPO vai de 2 a 10 de julho, com definição de preço no dia 14 de julho. A operação prevê um período de lock-up de 45 dias para a oferta do segmento varejo e de 60 dias para a oferta do segmento private.

Em seu prospecto preliminar da oferta, a empresa informou que usará os recursos oriundos do IPO para a transferência de Quotas e Cessão de Direitos de terrenos/projetos no valor de R$ 303,7 milhões, assim como para o desenvolvimento de novos empreendimentos. A empresa atua nos Estados de Minas Gerais, Amazonas, Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo.

Com a operação, a Riva pretende realizar uma cisão parcial (spin-off) da Direcional, comprando terrenos (SPE’s) da própria controladora pagando R$ 303,73 milhões.

Segundo o prospecto, a Riva possui um banco de terrenos com 29 projetos e um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 5,8 bilhões, com mais de 21 mil unidades.

Os bancos coordenadores da abertura de capital serão:

  • BTG Pactual (coordenador líder);
  • Bradesco BBI;
  • XP Investimentos;
  • Caixa Econômica Federal.

O preço por ação estará situado na faixa indicativa entre R$ 15,00 e R$ 19,00. Entretanto, poderá ser fixado acima ou abaixo desta faixa. Dessa forma, o valor de mercado da Riva ficará na faixa de R$ 1,62 bilhão a R$ 2,052 bilhões (R$ 1,75 bilhão a R$ 2,22 bilhões caso haja um lote suplementar de ações).

Segundo o Prospecto, considerando o preço médio de R$ 17,00, os recursos líquidos provenientes do IPO serão de aproximadamente R$ 940 milhões. O cálculo que considera comissões e despesas de estruturação da operação, e desconsiderando o acréscimo de ações adicionais e suplementares.

Saiba mais: IPO da Ambipar (AMBP3): saiba tudo sobre a abertura de capital na B3

A Riva 9, cuja propriedade atual é de 100% da Direcional Investimentos, foi criada em janeiro de 2011 para desenvolver empreendimentos para famílias com renda mensal de 4 mil a 10 mil reais. O preço de venda das unidades varia entre R$ 190 mil e R$ 600 mil.

A receita líquida da Riva 9 em 2019 foi de R$ 53,74 milhões, registrando um crescimento exponencial, pois em 2018 tinha sido de R$ 2,56 milhões. O lucro líquido, por sua vez, chegou a R$ 8,54 milhões no ano passado, invertendo um prejuízo de R$ 12,55 milhões registrados em 2018.

O Ebitda Ajustado (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) foi de R$ 8,01 milhões em 2019, revertendo o resultado negativo de R$ 11,93 milhões de 2018. E o lucro líquido foi de R$ R$ 837 milhões, também revertendo um prejuízo de R$ 18,547 milhões.

Calendário do IPO da Riva 9

O calendário da oferta inicial de ações da Riva 9 é o seguinte:

  • Registro da solicitação na CVM – 04/03/2020
  • Disponibilização do prospecto preliminar – 24/06/2020
  • Início do pedido de reserva de ações – 09/07/2020
  • Encerramento do Período de Reserva – 17/07/2020
  • Encerramento do processo de precificação (bookbuilding) e fixação do preço por ação- 28/07/2020
  • Início da negociação em Bolsa – 30/07/2020
  • Liquidação das ações – 31/07/2020
  • Data máxima de liquidação das ações suplementares – 02/09/2020

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião