IPO da Boa Vista SCPC pode levantar até R$ 2,4 bilhões

IPO da Boa Vista SCPC pode levantar até R$ 2,4 bilhões
A Boa Vista SCPC (BOAS3) estreou na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) em forte alta nesta quarta-feira (30).

A Boa Vista SCPC apresentou, na noite da última terça-feira (8), o prospecto preliminar para sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). De acordo com o documento, a operação de abertura do capital da empresa de informações de crédito e banco de dados pode movimentar até R$ 2,4 bilhões.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A companhia fixou a faixa de preço indicativa entre R$ 10,80 e R$ 13,80. O preço final, segundo a Boa Vista SCPC, será definido no dia 28 de setembro. As instituições financeiras que coordenam a oferta são:

  • J.P. Morgan;
  • Citi;
  • Morgan Stanley.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Serão emitidas 83.333.333 novas ações, enquanto os atuais investidores da empresa, como o fundo de private equity TMG Capital e a Associação Comercial de São Paulo, alienarão 71.316.851 papéis. A operação também conta com um lote extra de ações, fazendo com que a oferta atinja 177.847.711 ações.

Dessa forma, a operação consiste em uma oferta primária (quando os recursos são direcionados para o caixa da empresa) e secundária (quando sócios vigentes vendem suas participações e captam o dinheiro). A companhia informou que prevê a utilização do capital levantado no IPO principalmente para financiar suas aquisições.

No primeiro semestre deste ano, a empresa teve uma receita líquida de R$ 302,9 milhões, enquanto o lucro líquido atingiu R$ 23,5 milhões.

Sobre a Boa Vista SCPC

A Boa Vista SCPC é uma companhia brasileira que “alia inteligência analítica à alta tecnologia para transformar dados em soluções para os desafios de clientes e consumidores”. A empresa foi fundada há 60 anos, ainda com o nome SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), e desde então opera no desenvolvimento do setor de crédito auxiliando empresas e consumidores.

A companhia é precursora do Cadastro Positivo, banco de dados com informações sobre o histórico de pagamentos, “que deixa a análise de crédito mais justa e acessível”, conforme o relato da própria Boa Vista SCPC em seu site.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião