Economia

Investimento estrangeiro no Brasil bate recorde, diz BC

0

Investimento estrangeiro no setor produtivo brasileiro atingiu recorde em 2017. O Relatório de Investimento Direto, divulgado hoje (27) pelo Banco Central (BC), mostra um saldo recorde nos investimentos, mas a rentabilidade ficou estável.

No último ano, o total de investimento estrangeiro no país foi de US$ 768 bilhões, maior valor já registrado pelo BC. O montante foi investido da seguinte forma:

  • US$ 540 bilhões – modalidade de participação de capital;
  • US$ 228 bilhões – empréstimos intercompanhias.

Conforme o relatório, o saldo dos investimentos teve alta de US$ 64 bilhões (9,2%) na comparação com 2016.

De acordo com o BC, ano passado a taxa de rentabilidade (razão entre lucro e a posição do investimento direto no país (IDP) na modalidade de participação capital) ficou em 5,3%, mesmo percentual registrado em 2016.

Além disso, esse percentual ficou abaixo da taxa média de rentabilidade do IDP registrada entre 2010 e 2017. A menor taxa foi em 2015 com 2,1% e a maior em 2010, com 9,1%. Entre os anos de 2010 e 2017, a rentabilidade ficou na média de 3%.

Já a rentabilidade do investimento direto no exterior (IDE), teve sua melhor marca em 2011 (6,8%). Mas em 2015, a taxa chegou a negativar (0,8%), apontado prejuízo.

Saiba mais: Contas externas tem superávit de US$ 329 milhões em outubro

Investimentos nacionais no exterior

Conforme o relatório do BC, o investimento de empresas nacionais no exterior apresentam rentabilidade mais baixa do que o investimento estrangeiro no Brasil. No ano passado, o IDE chegou a US$ 387 bilhões. Assim, ocorreu um crescimento de 12,8% comparando com 2016.

Compartilhe a sua opinião

Renan Bandeira
Renan Bandeira escreve sobre política e economia para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou em uma rede de televisão, onde fazia reportagens sobre os mesmos temas. Estuda na Universidade Metodista de São Paulo.