Imóveis

Imóveis: Preço médio de venda tem recuo de 1,98% entre janeiro e maio

0

O preço médio de vendas dos imóveis registrou uma queda real de 1,98% durante os primeiros cinco meses deste ano, de acordo com o estudo divulgado nesta quarta-feira (5), pelo FipeZap.

Segundo o levantamento da FipeZap, o preço nas vendas dos imóveis registraram uma alta de 0,32% entre janeiro e maio, para o cálculo também foi considerado um desconto de 2,35%, referente a inflação no período. Durante o mês de maio, a queda nominal foi de 0,06% após cinco alta consecutivas.

Maiores quedas nos preços entre as 16 capitais monitoradas durante o mês de maio:

  • Salvador: -0,63%
  • Fortaleza: -0,56%
  • Goiânia: -0,54%

Maiores altas nos preços entre as 16 capitais monitoradas durante o mês de maio:

  • Maceió: +0,74%
  • Campo Grande: +0,55%
  • Manaus: +0,45%

No acumulado do ano, os estados estudados que apontaram alta foram:

  1. Manaus: +4,16% (acima da inflação de 2,35%)
  2. Brasília: +3,64% (acima da inflação de 2,35%)
  3. Florianópolis: +2,59% (acima da inflação de 2,35%)
  4. Goiânia: +2,18%
  5. São Paulo: +1,16%
  6. Vitória: +1,05%
  7. Maceió: +0,62%

Já os estados que registraram queda nos preços, foram:

  1. João Pessoa: -5,58%
  2. Curitiba: -2,67%
  3. Recife: -1,43%
  4. Salvador: -1,03%
  5. Belo Horizonte: -0,95%
  6. Fortaleza: -0,86%
  7. Campo Grande: -0,73%
  8. Rio de Janeiro: -0,43%
  9. Porto Alegre: -0,1%

No entanto, Rio de Janeiro segue na liderança no preço por metro quadrado, R$ 9.455. O estado é seguido por São Paulo, R$ 8.914, e Brasília, R$ 7.306.

Registros

Os registros de imóveis cresceram 11,3% em São Paulo durante o primeiro trimestre deste ano em comparação ao mesmo período do ano anterior. O levantamento foi feito pela Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (Arisp) junto a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Saiba mais: Registros e lançamentos de imóveis crescem em São Paulo durante o 1T19

De acordo com a Arisp, com base nos registros feitos nos cartórios de imóveis de São Paulo, após quatro anos de queda, o setor passou a se recuperar em 2017 e durante o primeiro trimestre de 2019 anotou 24.957 ações de compra e venda.

Lançamentos

Um estudo divulgado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e divulgado na última semana, apontou que durante o primeiro trimestre de 2019 houve um aumento de 4,2% no lançamento de imóveis em relação ao mesmo período do ano anterior.

Entre janeiro e março deste ano, foram lançadas 14.680 unidades, uma alta de 62,5% em relação ao quarto trimestre de 2018.

Além disso, no período, a vendas subiram 9,7% em relação ao mesmo período do último ano, chegando a 28.676 unidades. No entanto, quando comparada com o quarto trimestre de 2018, a queda é de 18,9% nas vendas de imóveis.

Compartilhe a sua opinião

Renan Bandeira
Renan Bandeira escreve sobre política e economia para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou em uma rede de televisão, onde fazia reportagens sobre os mesmos temas. Estuda na Universidade Metodista de São Paulo.