Economia

Imóveis devem puxar crescimento do PIB em 2020, diz BC

0

O diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Fabio Kanczuk, afirmou, nesta quinta-feira (19), que o setor de imóveis deve impulsionar o avanço do investimento e do Produto Interno Bruto (PIB) no Brasil em 2020.

De acordo com Kanczuk, o investimento no País no próximo ano crescerá 4,1%. Além disso, o bom desempenho dos imóveis deverá contribuir para um crescimento de 2,2% da economia brasileira.

O diretor do BC salientou que a recuperação do setor imobiliário não está acontecendo somente pelo avanço das construções em São Paulo. Segundo Kanczuk, outras capitais do País também estão estimulando o crescimento deste segmento.

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que a autorização cedida aos bancos para o lançamento de linhas de financiamento imobiliário indexadas ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) contribuíram para a retomada da construção civil.

“As parcelas (dos financiamentos imobiliários) caíram até 25%. Temos mais gente comprando imóveis, isso leva a mais lançamentos. Esse setor estava deprimido, com bastante desemprego”, disse Campos Neto.

Mercado de trabalho

O diretor do BC falou também sobre o desempenho do mercado de trabalho no Brasil. De acordo com Kanczuk, a recuperação deste setor está apresentando sinais contraditórios.

“O processo de recuperação do mercado de trabalho nos últimos anos tem se apoiado primordialmente no setor informal”, afirmou o diretor do BC.

A declaração do diretor ocorreu em meio a divulgação do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) sobre o crescimento da geração de empregos formais em novembro. Kanczuk disse ainda que a recuperação do mercado de trabalho ocorrerá junto com a retomada gradual da economia do País.

“O movimento pode estar associado ao gradualismo que caracteriza a retomada da atividade econômica e também a fatores tecnológicos que ampliaram as possibilidades de se ofertar trabalho autonomamente”, afirmou o diretor da autoridade monetária.

Crescimento dos lançamentos de imóveis

De acordo com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), os lançamentos de imóveis residenciais aumentaram 4,1% no período de julho a setembro deste ano, na comparação anual. No período, 33.199 unidades foram inauguradas.

Saiba mais: Lançamento de imóveis cresceu 4,1% no terceiro trimestre, segundo CBIC

As vendas aumentaram 15,4% no período analisado, atingindo 32.575 propriedades, por sua vez a participação do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida no total comercializado passou de 47,6% para 50,7%.

A CBIC organizou a pesquisa sobre imóveis no País junto ao Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), acoplando dados de 17 das maiores cidades do País e as regiões metropolitanas de dez capitais.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.