iFood informa que já utilizou R$ 15,6 milhões de fundo para apoiar restaurantes

iFood informa que já utilizou R$ 15,6 milhões de fundo para apoiar restaurantes
O iFood comprou a eComanda, de sistema de gestão para restaurantes

O iFood informou ao jornal “O Estado de S. Paulo” que já destinou R$ 15,6 milhões, da reserva de R$ 50 milhões, para apoiar restaurantes que estiverem passando por dificuldades durante a crise desencadeada pelo coronavírus (Covid-19).

A startup de serviços delivery também comunicou que 98% dos restaurantes que estão em sua rede solicitaram o adiantamento dos valores movimentados pela companhia. Geralmente, o iFood costuma demorar até 30 dias para repassar os valores para os restaurantes.

Suno One: O primeiro passo para alcançar a sua independência financeira

Entretanto, a partir do dia 18 de março, a companhia começou a disponibilizar os ganhos antecipadamente, em um período de 7 dias, como forma de apoio aos estabelecimentos.

O iFood também confirmou ao jornal que nenhum entregador da empresa foi diagnosticado com coronavírus até o momento.

Aumento da procura por cargo de entregador do iFood

De acordo com informações do iFood, 185 mil pessoas se cadastraram para serem entregadores da startup em março. Em fevereiro o número de cadastros não passou da casa dos 75 mil.

A empresa também notou um aumento nas bonificações (gorjetas) aos entregadores. No mês de março foram R$ 735 mil destinados a isso, alta de 218% em relação a fevereiro. Em abril, já foram R$ 1 milhão nas também conhecidas como “caixinhas” aos entregadores. O iFood também comunicou a contratação de novos funcionários.

Veja também: Enel Brasil doará R$ 23,4 mi para enfrentamento do coronavírus

De acordo com a startup, 57 novos colaboradores foram contratados nas últimas semanas. Eles estão trabalhando remotamente. O iFood conta com 2,9 mil funcionários atualmente.

Novos equipamentos

O iFood informou que a partir de segunda-feira (20) seus entregadores começarão a receber kits de segurança, contendo máscaras de proteção. A empresa reiterou que já estava protegendo os empregados com entrega de kits com álcool gel nas últimas semanas.

Tags
Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião