Ibovespa: XP revisa projeção de 112 mil para 115 mil pontos no fim do ano

Ibovespa: XP revisa projeção de 112 mil para 115 mil pontos no fim do ano
O Ibovespa hoje fechou próximo da estabilidade mantendo os 100 mil pontos

A XP Investimentos (Nasdaq: XP) elevou nesta segunda-feira (3) sua previsão de crescimento do Ibovespa em 2020. A projeção da empresa passou de 112 mil pontos, no último relatório, para 115 mil pontos no fim do ano.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Em seu relatório, a XP explica que a revisão se deve aos ganhos vistos na bolsa de valores de São Paulo (B3) durante o mês de julho, correspondendo a um aumento de 8,27% no Ibovespa. Segundo os analistas da instituição, o apetite por risco dos investidores aumentou à medida que as complicações nas áreas da saúde, economia e política apresentaram um alívio.

Em junho, o banco havia previsto que o índice alcançaria os 112 mil pontos até dezembro. De acordo com o analista Fernando Ferreira no último relatório da XP, “Isso porque a projeção de lucros de 2020 está muito afetada pelas quarentenas, que são passageiras. Ou seja, usar como base os lucros de 2020 pode levar a um erro de avaliação, pois não serão lucros ‘normalizados’. Por isso, acreditamos que o mercado já está olhando um cenário normalizado do pós pandemia, e principalmente para 2021”.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Em seu relatório mais recente, a XP indica quatro razões para a elevação da estimativa:

  • os efeitos da pandemia devem começar a se dissipar;
  • os estímulos econômicos e monetários seguirão aumentando;
  • a economia brasileira e global devem seguir em recuperação
  • e, por fim, a agenda política deve trazer sinais de melhora;

A XP também vê riscos para o Ibovespa

Os analistas do banco de investimentos entendem que, apesar das políticas monetárias e fiscais, muitos fatores podem afetar o crescimento do índice. Um ressurgimento no número de casos de coronavírus (covid-19) pode levar a novas paralisações ao redor do mundo.

Veja também: Ibovespa abre a semana em leve alta, a 102.956,12 pontos

Além disso, a XP indicou que as crescentes tensões entre a China e os EUA se tornaram um grande risco para os mercados financeiros do mundo inteiro. Contudo, a estimativa é otimista com o crescimento do Ibovespa e do mercado acionário.

Daniel Guimarães

Compartilhe sua opinião