Ibovespa praticamente estável com prévia do PIB, Brasil e China

Ibovespa praticamente estável com prévia do PIB, Brasil e China
Confira a agenda de resultados desta semana

O Ibovespa opera nesta quinta-feira (14) estável com os assuntos internos regendo o mercado.

Por volta das 10h20, o Ibovespa registrava uma leve variação negativa de 0,05% alcançando 106.004,50 pontos. O mercado está atento a prévia do PIB brasileiro que demonstrou crescimento em setembro.

Além disso, os olhos dos investidores estão para as negociações entre China e Brasil, as ações da Via Varejo que registraram forte queda na última quarta-feira (13) e a última semana de divulgação dos balanços.

Prévia do PIB

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) apresentou um crescimento de 0,44% em setembro. Segundo a divulgação da autoridade monetária nesta quinta-feira, a comparação se deu de forma dessazonalizada com agosto. Naquele mês, a alta havia sido de 0,22%, que posteriormente foi revisado para 0,07%.

A prévia do Produto Interno Bruto (PIB)  ficou acima das estimativas do mercado. Segundo o jornal “Valor Econômico”, a previsão mediana era de um crescimento de 0,39% nessa medição. A alta em comparação com setembro de 2018 é de 2,11%.

No acumulado de 12 meses, o crescimento é de 0,99% na série desajustada. Uma vez que o IBC-Br é revisado constantemente, se mostra mais estável do que a leitura mensal, assim como o próprio PIB.

Bolsonaro e Xi Jinping

O presidente da República Jair Bolsonaro recebeu na última quarta o presidente da China Xi Jinping. Em Brasília, lugar onde está ocorrendo a cúpula do Brics (Brasil, Rússica, China, Índia e Africa do Sul) o mandatário do País informou que a China “cada vez mais faz parte do futuro do Brasil”.

“O nosso governo vai, cada vez mais, tratar com o devido carinho, respeito e consideração esse gesto do governo chinês. Essa relação bilateral em várias áreas, inclusive com aceno de agregarmos valor ao que produzimos, é muito bem-vinda”, afirmou o presidente, ao lado de Jinping

Por sua vez, o presidente do país asiático afirmou que avalia positivamente o crescimento gradual da economia brasileira e que deseja fortalecer a amizade entre os países.

Via Varejo

A Via Varejo (VVAR3) investiga há cerca de um mês possíveis fraudes nos balanços financeiros da empresa. O SUNO Notícias apurou que a varejista, dona das marcas Casas Bahia, Ponto Frio e Extra.com, busca averiguar se executivos da própria empresa cometeram irregularidades na elaboração e divulgação de informações financeiras da companhia.

Saiba Mais: EXCLUSIVO: Via Varejo investiga possível fraude em balanços da companhia

Após as relevações do SUNO Notícias, as ações da empresa foram suspensas do pregão por cerca de vinte minutos e chegaram a cair 9%. A Via Varejo também soltou fato relevante acerca do assunto.

Acordo comercial

O assessor de Comércio do governo norte-americano, Peter Navarro, disse na noite da última quarta que as pessoas não devem se atentar aos “rumores” sobre as dificuldades nas negociações e que está otimista sobre a perspectiva do acordo.

Navarro fez alusão à agência de notícias “Dow Jones Newswires”, que noticiou os entraves que os países haviam encontrado para dar prosseguimento às negociações.

Por sua vez, o porta-voz do Ministério do Comércio da China, Gao Fang, disse que o cancelamento das tarifas é uma condição importante para que as duas maiores potências econômicas do planeta cheguem a um acordo na primeira fase da guerra comercial.

O grau de cancelamento de tarifas deve refletir completamente a importância de um acordo de fase um, disse Feng, salientando que os dois países mantêm discussões constantes.

Balanços

Os investidores nacionais estão atentos a última semana de divulgação dos resultados trimestrais. Confira alguns:

Vivara: A Vivara (VIVA3) registrou lucro líquido de R$ 39,6 milhões no terceiro trimestre deste ano.

Taesa: A Taesa (TAEE3; TAEE4) registrou lucro líquido de R$ 357,8 milhões no terceiro trimestre.

JBS: A JBS (JBSS3) a apresentou o lucro líquido de R$ 356,7 milhões.

Via Varejo: A Via Varejo (VVAR3) reportou o prejuízo de R$ 383 milhões.

Hapvida: O Hapvida (HAPV3) registrou um lucro líquido de R$ 215,9 milhões.

Natura: A Natura (NATU3) registrou um lucro líquido de R$ 68,6 milhões.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, quarta-feira, o Ibovespa encerrou o pregão em queda de 0,65% a 105.059,953 pontos.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião