Mercado

Ibovespa encerra em queda de 0,29%, a 114.977,29 pontos

0

O Ibovespa encerrou nesta terça-feira (18) em queda de 0,29%, a 114.977,29 pontos.

As ações da Eletrobras (ELET3; ELET6) estiveram entre as maiores altas do dia do Ibovespa após o governo informar que a privatização da empresa deverá ocorrer neste ano. Além disso, as seguintes notícias movimentaram o mercado nesta terça:

  • TST declara ilegalidade em greve dos trabalhadores da Petrobras (PETR3; PETR4).
  • Greve dos caminhoneiros: líder convoca nova paralisação nesta quarta;
  • Coronavírus: China pode cumprir meta de crescimento mesmo com epidemia, diz Xi Jinping.

Privatizações

O secretário de Desestatizações e Desinvestimentos do Ministério da Economia, Salim Mattar, afirmou que o governo descarta a privatização do Banco do Brasil (BBAS3), Caixa Econômica Federal e Petrobras (PETR4).

Saiba mais: TST declara ilegalidade em greve dos trabalhadores da Petrobras (PETR4)

Além disso, o secretário acrescentou que a privatização da Eletrobras deverá ocorrer em 2020. O modelo de negócios da capitalização da companhia elétrica será concluído nos “próximos dias”.

“Estamos alinhavando e finalizando a melhor modelagem para o mercado e para o governo. Temos que vender a perda de controle pelo melhor valor possível, zelando pelo bem público. Teremos a modelagem pronta nos próximos dias”, disse Mattar.

Greve dos petroleiros da Petrobras

O ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra Martins, considerou como “abusividade e ilegalidade” a greve dos trabalhadores da Petrobras.

Saiba mais: TST declara ilegalidade em greve dos trabalhadores da Petrobras (PETR4)

A paralisação teve início no dia primeiro de fevereiro e não havia data estipulada para o seu fim. Os petroleiros protestam contra demissões em massa na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen) e o descumprimento da Petrobras no acordo coletivo de trabalho (ACT).

Ainda nesta terça, a petroleira anunciou que irá antecipar 30% do pagamento do Prêmio por Performance (PPP) de 2019, como forma de conter a paralisação.

Nova greve dos caminhoneiros

A Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava) está convocando uma nova greve dos caminhoneiros para a próxima quarta-feira (19). A solicitação acontece por meio de um vídeo divulgado pelo presidente da Abrava, Wallace Landim, conhecido como Chorão.

Saiba mais: Greve dos caminhoneiros: líder convoca nova paralisação nesta quarta

A convocação para a nova greve dos caminhoneiros ocorre em defesa da tabela de frete. O julgamento sobre a medida no Supremo Tribunal Federal (STF) foi adiado pela segunda vez na última quinta-feira (13). Em setembro do ano passado, a decisão também foi postergada.

“Quero pedir para a categoria toda se conscientizar de que agora precisamos estar unidos. Não aceitamos retrocesso. Não carregue seu caminhão amanhã a partir das 6h, fique em casa, vamos fazer manutenção”, diz Chorão.

Coronavírus

De acordo com o presidente da China, Xi Jinping, o país pode atingir a sua meta de crescimento econômico deste ano, mesmo em meio ao surto da epidemia do coronavírus (Covid-19).

Saiba mais: Coronavírus: China pode cumprir meta de crescimento mesmo com epidemia, diz Xi Jinping

O mandatário afirmou que a economia chinesa permanece resiliente, à medida que os esforços para conter o avanço do vírus aumentem. Entretanto, as informações mais recentes sobre a epidemia demonstram um aumento no número de mortos.

Segundo informou a Comissão Nacional de Saúde da China nesta terça-feira, a doença oriunda na província de Hubei matou mais 98 pessoas, totalizando 1,86 mil. As autoridades sanitárias chinesas também elevaram para 72,43 mil o número de contagiados pela epidemia.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, segunda-feira, o Ibovespa encerrou o pregão em alta de 0,81%, a 115.309,08 pontos.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.