Ibovespa abre a semana em leve alta, a 102.956,12 pontos

Ibovespa abre a semana em leve alta, a 102.956,12 pontos
O Ibovespa abriu em leve queda nesta sexta-feira (18), caminhando para encerrar a semana em leve alta.

O Ibovespa abriu em leve alta de 0,43% nesta segunda-feira (3). Por volta das 10h25, o maior índice acionário do Brasil atingia 102.956,12 pontos. O mercado prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cairá 5,66% neste ano, impactado pela pandemia.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

O Ibovespa também continua de olho nas tensões entre Estados Unidos e China, o que mexeu com os mercados internacionais nas últimas semanas. A Casa Branca pretende adotar medidas contrárias à tecnologia chinesa em seu território.

Além disso, as medidas de auxílio à economia brasileira seguem no radar dos investidores e do governo. Segundo o BNDES, já foram aprovados R$ 30 milhões em linhas emergenciais.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Focus volta a cortar previsão de queda do PIB

Os responsáveis pela elaboração do Boletim Focus diminuíram, mais uma vez, suas projeções para a queda do PIB de 2020. A estimativa divulgada nesta segunda-feira é de uma contração de 5,66% na economia brasileira, ante 5,77% na última segunda-feira (27).

Há quatro semanas, entretanto, o relatório estimava uma baixa de 6,50%. Essa é a quinta semana consecutiva de melhora nas estimativas. No primeiro trimestre deste ano, a economia do País caiu 1,5%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado do segundo trimestre será divulgado em 1º de setembro.

Além disso, o relatório permanece com a estimativa de que a taxa básica de juros da economia (Selic) terminará o ano na casa dos 2%, ainda 0,25% abaixo do atual patamar. A taxa foi cortada em 0,75% pelo Comitê de Política Monetária (Copom) na última reunião, em 17 de junho, trazendo-a para o menor nível na série histórica. A próxima reunião será no dia 4 de agosto.

Ibovespa de olho na tensão sino-americana

O secretário de Estado norte-americano, Michael Pompeo, afirmou, no último domingo (2), que o governo de Donald Trump deve anunciar em breve medidas contra “uma ampla variedade” de softwares de propriedade chinesa que representam “riscos à segurança nacional”. A declaração foi dada ao cana Fox News Channel, no programa Sunday Mornings Futures.

De acordo com o secretário, os aplicativos chineses “seja TikTok ou WeChat” estão fornecendo dados norte-americanos diretamente às autoridade da China. Além dos apps citados acima, Pompeo afirmou que “existem inúmeras outras”.

Na última sexta-feira (31), Trump anunciou que o TikTok seria proibido em território estadunidense. A decisão de banir o aplicativo foi tomada após as autoridades indicarem a possibilidade da plataforma ser usada pela inteligência chinesa como ferramenta de espionagem.

Linhas emergenciais na pandemia

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) atingiu a marca de R$ 30 bilhões em aprovações nas linhas emergenciais implementadas para auxiliar empresas e preservar a saúde dos brasileiros durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Segundo a instituição, a marca foi alcançada na última sexta-feira.

De acordo com o BNDES, ao todo foram 163 mil empresas beneficiadas com os auxílios o que contribuiu para a manutenção de aproximadamente cinco milhões de empregos. As micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) receberam uma atenção especial da instituição devida a importância econômica e social dessas atividades.

Já para o setor público, a linha de standstill adiou temporariamente R$ 3,3 bilhões em dívidas contraídas junto ao Banco. Além de repasses emergenciais para estados que possuem contratos ativos com a instituição.  Por fim, além dos R$ 30 bilhões nas medidas emergenciais, o BNDES transferiu R$ 20 bilhões do fundo PIS/Pasep para o FGTS. Somada essa iniciativa, a instituição atingiu a marca de R$ 50 bilhões.

Maiores altas e baixas do Ibovespa

Confira algumas das maiores altas e baixas das ações do Ibovespa por volta das 10h30.

Bolsas no exterior

Além do Ibovespa, confira o desempenho dos principais índices acionários no exterior.

  • Nova York (S&P 500) futuro: +0,54%
  • Londres (FTSE 100): +1,52%
  • Frankfurt (DAX 30): +2,29%
  • Paris (CAC 40): +1,52%
  • Milão (FTSE/MIB): +1%
  • Xangai (SSE Composite): +1,75% (fechada)
  • Tóquio (Nikkei 225): +2,24% (fechada)

Última cotação

Na sessão da última sexta-feira, o Ibovespa fechou em queda de 2%, cotado a 102.912,24 pontos.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião