Mercado

Ibovespa cai novamente com guerra comercial e pessimismo interno

0

O Ibovespa fechou em queda de 0,86%, com 91.303,79 pontos nesta quarta-feira (15). A retração ocorreu em meio à guerra comercial, com discurso do presidente da China, Xi Jinping.

Além disso, o cenário doméstico pessimista, com a lenta tramitação da reforma da Previdência e a fala do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), também afetaram o Ibovespa.

A pontuação mínima do Ibovespa foi de 90.294,63 pontos e a máxima de 92.087,83 pontos.

Presidente da China defende abertura econômica

O presidente da China, Xi Jinping, afirmou que nenhum país pode ficar sozinho. “A China de hoje não é apenas a China. É a China da Ásia e a China do mundo. A China no futuro assumirá uma postura ainda mais aberta para abraçar o mundo”, acrescentou.

A fala pode ser interpretada como uma crítica à bandeira “América Primeiro“, levantada pelo presidente norte-americano, Donald Trump, desde o período eleitoral. A doutrina já foi taxada de protecionista por diversos especialistas.

“As civilizações perderão a vitalidade se os países voltarem ao isolamento e se afastarem do resto do mundo […] Os povos dos países asiáticos esperam se distanciar do fechamento e esperam que todos os países adotem o espírito de abertura e promovam a comunicação, a conectividade e o comércio harmonioso”, disse o presidente da China.

A China incomodou-se com os comentários divulgados na mídia dos Estados Unidos da América (EUA), no mês passado, após uma rodada de negociações.

Uma autoridade do Departamento de Estado disse que os EUA estavam envolvidos em “uma luta com uma civilização realmente diferente”, referindo-se ao país asiático.

“É estúpido acreditar que a raça e a civilização de alguém são superiores às outras, e é desastroso reformular deliberadamente ou mesmo substituir outras civilizações”, rebateu Xi.

Rodrigo Maia afirma que Previdência será aprovada “com governo ajudando ou atrapalhando”

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), contou que avisou ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), que ambos farão a reforma da Previdência “com o governo ajudando ou atrapalhando, com ou sem redes sociais”. A fala foi dita à Imprensa após evento em Nova York.

“Sabemos o tamanho da crise fiscal e social e não vamos fugir da nossa responsabilidade”, afirmou Maia.

O principal articulador para aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da reforma da Previdência foi citado em delação do do dono da Gol (GOLL4), Henrique Constantino, na última segunda-feira (13).

O empresário é réu na Operação Cui Bono, desdobramento da Lava Jato. O dono da Gol disse em sua delação propina foi paga a Maia por meio da Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear). A informação é do “Antagonista”.

Via Varejo lidera perdas do Ibovespa

A norte-americana “Bloomberg” divulgou que a família Klein, dona de 25,2% da Via Varejo (VVAR3). Os Klein estariam em busca de adquirir cerca de 3% de participação na empresa. E poderiam tomar um empréstimo do Banco Bradesco (BBDC4) para financiar a compra.

Além disso, a família Klein buscam parcerias para deter a maior participação na Via Varejo, a fim de obter o controle da companha.

A XP Investimentos, que estaria envolvida nas negociações, informou “não há qualquer associação entre a gestora de recursos do Grupo XP e o empresário [Michael Klein]. O braço de assessoria financeira do Grupo XP está sempre analisando junto a seus clientes possibilidades quanto a seus negócios, não tendo nada até o momento com a Via Varejo”.

Dívida líquida da Kroton mais que triplica

Kroton (KROT3) divulgou os resultados do primeiro trimestre de 2019. A disponibilidade líquida pro forma de R$ 2,086 bilhões entre janeiro e março de 2018 transformou-se em dívida líquida pro forma nos três primeiros meses deste ano, de -R$ 5,379 bilhões.

Desta forma, a empresa de educação liderou as perdas durante esta quarta-feira, e fechou como segundo destaque negativo.

Saiba mais – Kroton Educacional cai 8% na B3 com dívida líquida no mínimo 3x maior

Bolsas internacionais

  • Nasdaq (Estados Unidos): alta de 1,13%
  • FTSE 100 (Reino Unido): alta de 0,76%
  • Nikkei (Japão): alta de 0,58%
  • CAC40 (França): alta de 0,62%

Maiores altas do Ibovespa

  • QUAL3 alta de 3,17% (R$ 18,24)
  • JBSS3 alta de 2,9% (R$ 22,01)
  • EQTL3 alta de 2,59% (R$ 82,09)
  • LREN3 alta de 1,65% (R$ 40,71)
  • BTOW3 alta de 1,03% (R$ 32,33)

Maiores quedas do Ibovespa

  • VVAR3 queda de 5,49% (R$ 4,30)
  • KROT3 queda de 5,22% (R$ 9,44)
  • EMBR3 queda de 4,17% (R$ 18,14)
  • CYRE3 queda de 3,92% (R$ 15,95)
  • MGLU3 queda de 2,95% (R$ 173,00)

Compartilhe a sua opinião

Amanda Gushiken
Amanda Sayuri Gushiken escreve sobre finanças e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, trabalhou selecionando notícias da imprensa para clientes do mercado financeiro. Também desenvolve pesquisa acadêmica pela Universidade Anhembi Morumbi na área de Teorias da Comunicação e é fotógrafa nas horas vagas.