Ibovespa cai 0,06% com “debandada” na Economia em foco

Ibovespa cai 0,06% com “debandada” na Economia em foco
O Ibovespa fechou agosto em queda em queda de 4,8%, no entanto, algumas small caps fecharam no azul.

O Ibovespa encerrou as negociações nesta quarta-feira (12) em leve queda de 0,06%, cotado a 102.117,79 pontos, com as repercussões da saída dos dois secretários da equipe econômica do ministro da Economia Paulo Guedes.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Enquanto as bolsas lá fora subiam, os investidores por aqui ecoaram o anúncio, da última terça-feira (12), de que os secretários especiais de Desestatização e Privatização, Salim Mattar, e o de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, encaminharam seus pedidos de demissão. A queda no Ibovespa foi amenizada, contudo, pelas notícias de que Guedes descartou deixar o governo.

“Se me perguntarem se houve uma debandada hoje, houve”, declarou o ministro, na última terça. “O Salim hoje me disse que as privatizações não estão andando, prefiro sair. O Uebel me disse que a reforma administrativa não está sendo enviada, prefiro sair. Hoje houve uma debandada”.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

No período da manhã o presidente da República, Jair Bolsonaro, saiu às redes sociais para tentar conter as preocupações. O mandatário procurou acalmar os ânimos salientando que permanece ciente de suas responsabilidades e seu governo é norteado pelo ajuste fiscal e pelo teto de gastos públicos.

Além disso, confira as principais notícias que movimentaram o mercado acionário brasileiro nesta quarta-feira:

  • Casas Bahia e Globo fecha acordo para comércio em tempo real na TV
  • Banco Inter renova parceria com Liberty Seguros
  • Gol diz não ter feito registro nos EUA para oferta de ADS
  • BR Properties vende edifícios comerciais ao fundo Vinci Offices

Casas Bahia e Globo fecha acordo para T-commerce

O Grupo Globo anunciou uma parceria junto às Casas Bahia, controlada pela Via Varejo (VVAR3), e à agência Y&R para oferecer um projeto de T-commerce, uma ferramenta de comércio em tempo real por meio de televisões digitais durante a programação da emissora.

“Caso haja interesse, com um comando do controle remoto, é possível expandir a interatividade, que passa a dividir a tela com o conteúdo do programa, permitindo que as pessoas tenham acesso aos produtos e eventuais promoções. Através de um QR code, o consumidor é direcionado para a versão mobile do e-commerce da Casas Bahia, facilitando o processo de compra”, informou a Globo, em comunicado.

Banco Inter renova parceria com Liberty Seguros

O Banco Inter (BIDI11) renovou seu contrato de exclusividade com a Liberty Seguros para o fornecimento de seguros nos balcões da fintech pelos próximos 15 anos. O negócio valerá até R$ 368 milhões, dividido em uma parcela à vista, de R$ 60 milhões, e o restante variável de acordo com o desempenho da parceria durante o período.

A Liberty Seguros opera junto ao banco desde 2018; o primeiro contrato de exclusividade tinha a duração de 10 anos, no valor de R$ 12 milhões. O Banco Inter argumentou que a seguradora está entre as 10 maiores empresas do segmento do País e “tem dado grandes passos frente à inovação no mercado de seguros por meio da tecnologia”, o que estimulou a renovação do contrato.

Gol não fez registro para oferta de ADS

A Gol (GOLL4) prestou esclarecimentos à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), na noite da última terça-feira, a respeito de uma matéria veiculada pela agência “Reuters” sob o título “Gol registra na SEC (Securities and Exchange Comission) pedido para oferta de ADS”. A companhia destacou que não fez registro nos Estados Unidos para oferta de ações preferenciais representadas por American Depositary Shares (ADS).

“Na última sexta-feira, a GOL realizou o protocolo na SEC do Formulário F-3ASR, que se torna eficaz a partir do protocolo. Esse formulário tem por função permitir que a GOL esteja apta a realizar futuras ofertas de ações primárias e secundárias de valores mobiliários, se e quando decidir realizá-las, sem ter que aguardar a revisão de informações pela SEC. O protocolo do formulário F-3ASR, dentro dos prazos estipulados pela SEC, é prática comum da Companhia e não deve ser entendido como o início de trabalhos para a realização de uma oferta pública de ações”, informou a aérea em seu comunicado.

BR Properties vende edifícios

A BR Properties (BRPR3) informou que celebrou, junto ao Vinci Offices Fundo de Investimentos Imobiliário, uma proposta comercial, com compromisso de exclusividade, tendo por objeto a venda de edifícios comerciais em São Paulo, Porto Alegre e Brasília.

A alienação dos imóveis está em linha com a estratégia dos últimos anos de reciclar parte de seu portfólio, além de manter continuamente o processo de otimização de sua estrutura de capital, comunicou a companhia.

Os imóveis que serão negociados em sua totalidade são: Companhia dos Edifícios Souza Aranha I e Souza Aranha II, situados na cidade de São Paulo e o Edifício Porto Alegre, localizado na cidade de Porto Alegre. O outro edifício que faz parte da negociação é Edifício Brasília, localizado na cidade de Brasília, no Distrito Federal, que será negociado em apenas 50% de sua totalidade.

Maiores altas e baixas do Ibovespa

Altas:

  • MRFG3 +4,77% / R$ 14,72
  • JBSS3 +2,57% / R$ 22,37
  • KLBN11 +2,38% / R$ 24,52
  • VALE3 +2,02% / R$ 61,50
  • USIM5 +1,89% / R$ 8,64

Baixas:

  • HGTX3 -5,95% / R$ 14,85
  • BRML3 -3,99% / R$ 10,59
  • GOLL4 -3,85% / R$ 18,75
  • SULA11 -3,53% / R$ 47,87
  • IRBR3 -3,45% / R$ 7,83

Bolsas no exterior

  • Nova York (S&P 500): +1,40% – 3.380,35
  • Londres (FTSE 100): +2,04% – 6.280,12
  • Frankfurt (DAX 30): +0,86% – 13.058,63
  • Paris (CAC 40): +0,90% – 5.073,31
  • Xangai (SSEC): -0,63% – 3.319,27
  • Hong Kong (Hang Seng): +1,42% – 25.244,02
  • Tóquio (Nikkei 225): +0,41% – 22.843,96

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, terça-feira (11), o Ibovespa encerrou também em baixa, de 1,23%, a 102.174,398 pontos.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião