Ibovespa fecha em queda de 2,02% com tensões entre EUA e China

Ibovespa fecha em queda de 2,02% com tensões entre EUA e China
RIDA registra queda

O Ibovespa fechou o pregão desta segunda-feira (4) em forte queda de 2,02%, a 78.876,22 pontos. O principal índice da bolsa brasileira caiu abaixo dos 80 mil pontos, em vista do aumento das tensões entre os Estados Unidos e a China.

O presidente norte-americano, Donald Trump, e o secretário do Estado, Mike Pompeo, voltou a culpa a China pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Garanta acesso gratuito à eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas com um único cadastro. Clique para saber mais!

Na semana anterior, Trump havia ameaçado impor mais tarifas à potência asiática. Enquanto, Pompeo declarou no último domingo (3) que há “evidências significativas” de que o novo coronavírus poderia ter sido criado em um laboratório na província chinesa de Wuhan.

Além disso, confira as principais notícias que movimentaram o mercado nesta segunda-feira:

  • Klabin registra prejuízo de R$ 3,1 bilhões no 1T20
  • Via Varejo retoma atividades em 224 lojas
  • Gol tem prejuízo líquido de R$ 2,2 bi no 1T20

Klabin registra prejuízo de R$ 3,1 bilhões no 1T20

A Klabin (KLBN11) registrou um prejuízo de R$ 3,1 bilhões no primeiro trimestre de 2020. No mesmo período no ano anterior, a maior fabricante de papéis e de embalagens de papelão havia registrado lucro de R$ 196 milhões.

De acordo com a Klabin, o desempenho da empresa foi impactado pela forte desvalorização do real ante o dólar. Desse modo, a variação cambial gerou perda bilionária com derivativos atrelados a financiamentos, segundo a empresa.

Saiba mais: Klabin (KLBN11) registra prejuízo de R$ 3,1 bilhões no 1T20

A dívida líquida da empresa teve alta de 42% em um ano, pressionada principalmente pelo dólar mais caro, e ficou em R$ 20,4 bilhões. Por sua vez, o retorno sobre o capital investido consolidado, caiu de 13,2% para 11,5% em comparação de base anual.

Via Varejo retoma atividades em 224 lojas

A Via Varejo (VVAR3) informou ao mercado nesta segunda-feira (4) que 224 lojas já foram reabertas, a previsão é que serão 233 até o dia 7 de maio.

“Tal reabertura se deu exclusivamente nos municípios que autorizaram a retomada das atividades”, informou a Via Varejo em seu fato relevante.

Saiba mais: Via Varejo (VVAR3): 224 lojas retomam as atividades

De acordo com a varejista, as lojas reabertas vêm apresentando a performance de vendas similar aos níveis de faturamento anteriores ao início da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Gol tem prejuízo líquido de R$ 2,2 bi no 1T20

A Gol Linhas Aéreas (GOLL4) apresentou prejuízo líquido (antes da participação minoritária na Smiles) de R$ 2,261 bilhões no primeiro trimestre de 2020. O prejuízo líquido depois da participação minoritária foi de R$ 173,2 milhões.

A companhia aérea informou que as atividades operacionais totalizaram R$ 1,1 bilhão no primeiro trimestre deste ano, um aumento de R$ 868,4 milhões em comparação ao primeiro trimestre do ano passado.

Saiba mais: Gol (GOLL4) tem prejuízo líquido de R$ 2,2 bi no 1T20; dados não são auditados

A receita operacional da Gol foi e R$ 3,1 bilhões no primeiro trimestre. O valor representa uma queda de 2% em relação ao mesmo intervalo de 2019.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 1,4 bilhão no primeiro trimestre. A empresa também informou que teve uma geração de caixa operacional de R$ 1,1 bilhão, com margem de 35,6%.

Maiores altas e baixas do Ibovespa

ALTAS:

  • VIVT4 +5,87% R$ 48,33
  • TIMP3 +5,41% R$ 13,45
  • ABEV3 +3,7% R$ 11,76
  • MGLU3 +3,5% R$ 51,44
  • VVAR3 +3,49% R$ 9,50

BAIXAS:

  • AZUL4 -12,87% R$ 15,16
  • EMBR3 -10,75% R$ 7,72
  • GOLL4 -10,08% R$ 11,15
  • CSNA3 -8,15% R$ 8,23
  • BRML3 -6,87% R$ 9,35

Bolsas no exterior

  • Londres (FTSE 100): -0,16%% – 5.753,78
  • Frankfurt (DAX 30): -3,64% – 10.466,80
  • Paris (CAC 40): -4,24% – 4.378,23
  • Xangai (SSEC): +1,33% – 2.860,08
  • Hong Kong (Hang Seng): -4,18% – 23.613,80
  • Tóquio (Nikkei 225): -2,84% – 19.619,35
  • Nova York (S&P 500): +0,42% – 2.842,74

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, quinta-feira (30), o Ibovespa encerrou em queda de 3,2%, a 80.505,89 pontos.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião