Ibovespa fecha em queda de 1,84%, a 77.556,62 pontos

Ibovespa fecha em queda de 1,84%, a 77.556,62 pontos
No pregão da última segunda-feira, o Ibovespa fechou em queda de 1,73%, a 99.595,406 pontos.

O Ibovespa encerrou o pregão desta sexta-feira (15) em queda de 1,84%, a 77.556,62 pontos. Durante o dia, ficou no radar dos investidores a prévia do PIB brasileiro que apresentou queda de 5,9% em março.

No acumulado da semana, o Ibovespa apresentou uma queda de 2,53%.

Suno One: O primeiro passo para alcançar a sua independência financeira

Além disso, as ações da Allpark (ALPK3) estrearam nessa sexta-feira na Bolsa de valores, contudo, sua estreia foi marcada por fortes quedas. No final do dia as ações da companhia fecharam com um decréscimo de 9,03%, cotadas em R$ 9,55. O lançamento é o primeiro do mercado de ações do Brasil, desde a pandemia de coronavírus (Covid-19).

Confira as principais noticias que movimentaram o mercado nessa sexta-feira:

  • Localiza (RENT3) apresenta lucro de R$ 230,8 mi no 1T20;
  • CSN (CSNA3) registra prejuízo de R$ 1,31 bilhão no 1T20;
  • Taesa (TAEE11) apresenta lucro líquido de R$ 364,2 mi no 1T20; alta de 128%;
  • Bolsas no Exterior;
  • Última cotação do Ibovespa.

Resultados da Localiza (RENT3) no 1T20

A Localiza (RENT3) registrou lucro líquido de R$ 230,8 milhões nos três primeiros meses deste ano. O valor é 9,5% maior do que o apurado no mesmo período de 2019. A companhia apresentou seu balanço financeiro referente ao primeiro trimestre na noite da última quinta-feira (14).

A receita líquida consolidada da Localiza foi de R$ 2,8 bilhões no 1T20. O valor é 17,7% superior ao do mesmo intervalo do ano passado. A divisão de aluguel de frotas apresentou alta de 29%, registrando R$ 887,8 milhões, mesmo diante dos efeitos negativos que a pandemia de coronavírus trouxe aos negócios da empresa. A receita com gestão de frotas avançou 17%, para R$ 256,2 milhões.

A receita líquida da divisão de seminovos da Localiza subiu 13%, alavancada pela alta nos preços médios dos carros vendidos. Vale destacar que as lojas de seminovos da empresa foram fechadas no dia 23 de março, cerca de uma semana após o início da quarentena.

Resultados da CSN (CSNA3)  no 1T20

A CSN (CSNA3) divulgou, na noite da última quinta-feira (14), um prejuízo líquido de R$ 1,31 bilhão no primeiro trimestre deste ano. O resultado reverte o lucro líquido apresentado no mesmo período do ano passado, de R$ 87 milhões.

Segundo a companhia, esse resultado financeiro ocorreu em função de “apontamentos não-operacionais e não-caixa”, como hedge accounting e perda do valor de mercado das ações da Usiminas (USIM5) que a CSN possui.

Veja mais: CSN (CSNA3) registra prejuízo de R$ 1,31 bilhão no 1T20

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado chegou a R$ 1,33 bilhão, queda de 23% em comparação ao primeiro trimestre de 2019. A dívida líquida da empresa, por sua vez, aumentou 27% na comparação anualizada, indo para R$ 32,8 bilhões.

Resultados da Taesa (TAEE11) no 1T20

A Taesa (TAEE11) apresentou, após o fechamento do mercado da última quinta-feira (14), um lucro líquido de R$ 364,2 milhões referente ao primeiro trimestre deste ano. O valor é 128,2% maior em comparação ao reportado no mesmo período de 2019.

De acordo com a Taesa, o resultado foi decorrente de um aumento de R$ 128 milhões na receita de correção monetária, aumento na margem de construção em razão dos maiores investimentos dos empreendimentos em construção e o impacto de novas aquisições.

Saiba mais: Taesa (TAEE11) apresenta lucro líquido de R$ 364,2 mi no 1T20; alta de 128%

Por outro lado, o desempenho foi mitigado pelo aumento de R$ 70,7 milhões nas despesas financeiras líquidas, devido a tais aquisições, além de maiores custos e despesas operacionais, sobretudo reajustadas pela inflação.

O lucro líquido ajustado, no entanto, foi de R$ 263,3 milhões no período, desconsiderando os efeitos da adoção do CPC 47 (para reservas legais e incentivo fiscal), de R$ 100,9 milhões.

Bolsas no Exterior

Além do Ibovespa, confira o desempenho dos principais índices acionários no exterior.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, quinta-feira, o Ibovespa encerrou em alta de 1,9%, a 79.010,82 pontos.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião