Ibovespa fecha em queda de 0,45%, a 97.483,31 pontos

Ibovespa fecha em queda de 0,45%, a 97.483,31 pontos
Na última sexta-feira de novembro, S&P 500 e todos os principais índices do mundo fecharam no azul

Ibovespa encerrou o pregão desta sexta-feira (9) em queda de 0,45%, a 97.483,31 pontos.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

No acumulado da semana, o índice tem uma alta de 3,78%. Além disso, Ibovespa hoje abriu em leve queda enquanto os investidores acompanhavam a classificação do rating do Brasil. A agência de classificação de risco S&P Global Ratings avalia alterar a perspectiva de rating do país de estável para negativo.

Já durante o dia o radar dos investidores ficou atento à Totvs e a Linx.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro para trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Confira as principais notícias que movimentaram o mercado nessa sexta-feira:

  • EDP Brasil (ENBR3) vê volume de energia distribuída cair 3,5% no 3T20
  • Petrobras (PETR4): Justiça determina que siga arbitragem da Petros e Previ
  • Totvs (TOTS3) está disposta a elevar oferta pela Linx (LINX3), e Linx diz que vai analisar eventual nova oferta
  • Bolsas no exterior
  • Última cotação do Ibovespa 

EDP Brasil (ENBR3)

A EDP Energias do Brasil S.A. (ENBR3) divulgou, nesta sexta-feira, suas informações referentes ao mercado de energia elétrica do terceiro trimestre de 2020 e do acumulado de 2020. O volume de energia distribuída caiu 3,5% no terceiro trimestre, sendo -3,4% na EDP São Paulo e -3,6% na EDP Espírito Santo. No acumulado do ano, o volume de energia distribuída teve queda de 6,8%, (-5,5% na EDP SP e -8,7% na EDP ES), segundo informações do relatório da companhia.

“O consumo de energia distribuída é resultante dos impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid- 19), refletindo as medidas
de prevenção e de distanciamento social que atingiram o país, e que resultaram na contração da produção industrial, na redução
da atividade comercial 2 e no aumento do desemprego“, informou a EDP.

Apesar disso, a companhia informou que é possível notar uma retomada do consumo, frente aos primeiros seis meses deste ano, o que é resultado da reabertura gradativa do comércio e da indústria.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras (PETR4) informou que foi proferida, no final da última quinta-feira (8), uma decisão judicial determinando a continuidade da arbitragem instaurada pela Fundação Petrobras de Seguridade Pessoal (Petros) e pela Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) perante a Câmara de Arbitragem do Mercado (CAM), da B3.

“A Petrobras reitera que seguirá buscando a anulação da sentença parcial, por suas graves falhas e impropriedades, e continuará a se defender vigorosamente, em respeito a seus acionistas, em todas as arbitragens de que é parte”, comunicou a petroleira estatal. De acordo com a companhia, em respeito às regras da CAM, a ação judicial tramita em segredo de justiça.

Os dois maiores fundos de pensão do Brasil buscam uma indenização por parte da Petrobras em razão das perdas registradas com a desvalorização das ações da companhias, a partir do momento em que vieram à tona as informações sobre fraudes nos relatórios financeiros e comunicados divulgados pela empresa petrolífera ao mercado em geral.

Totvs (TOTS3) e Linx (LINX3)

O presidente do conselho de administração da Totvs (TOTS3), Laércio Consentino, afirmou estar disposto a elevar a oferta pela Linx (LINX3), maior empresa de softwares do Brasil.

A Totvs havia oferecido R$ 6,1 bilhões pela Linx, mas, posteriormente, a Stone, sua rival na disputa pela aquisição da companhia, elevou sua oferta para R$ 6,28 bilhões. Após a proposta, a Linx marcou para 17 de novembro assembleia sobre o acordo com a empresa de maquininhas.

Em entrevista ao jornal “Valor Econômico”, Consentino disse que além de estar disposto a aumentar a oferta, estava confiante com a proposta, pois teria o apoio de acionistas da Linx, segundo conversas reservadas. “Tudo o que queremos é que as duas propostas sejam levadas à deliberação. A decisão da assembleia é soberana”.

Linx diz que vai analisar eventual nova oferta da Totvs

A Linx, por sua vez, comunicou que irá estudar uma eventual nova proposta de aquisição feita pela rival Totvs. 

A Linx, no entanto, não especificou no comunicado qual seria a nova proposta da empresa, que na última quinta-feira estendeu o prazo para 17 de novembro para que a produtora de softwares possa analisar o negócio.

“A companhia, por meio do comitê independente, analisará a nova proposta apresentada pela Totvs por meio de fato relevante de ontem, emitindo sua avaliação oportunamente, sempre em vista do melhor interesse da Linx e de seus acionistas”, comunicou a Linx.

Além do Ibovespa: Bolsas no exterior

Além da cotação do Ibovespa, confira o desempenho dos principais índices acionários no exterior:

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, quinta-feira, o Ibovespa subiu 2,33%, cotado a 97.919,73 pontos.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião