Ibovespa sobe 1,36%, à beira dos 102 mil pontos, puxado por bancos

Ibovespa sobe 1,36%, à beira dos 102 mil pontos, puxado por bancos
O Ibovespa ampliou os ganhos dos últimas dias e fechou em alta, puxado pelos bancos

O Ibovespa hoje encerrou o pregão em alta de 1,36%, cotado a 101,917,73 pontos, puxado pelas ações de bancos e ainda à espera do desfecho sobre um novo pacote de estímulos nos Estados Unidos.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

O Ibovespa hoje voou mais alto do que as bolsas dos Estados Unidos, que também encerram no azul, mesmo sem uma definição sobre o pacote de estímulos fiscais no país. Mais cedo nesta quinta-feira (22), a presidente da Câmara dos Representantes, afirmou que estava perto de um acordo junto à Casa Branca sobre as medidas para estimular a economia norte-americana.

Mas o que realmente empurrou o índice brasileiro foram as ações dos bancos, com Itaú Unibanco (ITUB4), Bradesco (BBDC4), Banco do Brasil (BBAS3) e Santander Brasil (SANB11) entre as maiores altas do dia. O setor bancário reduz as perdas acumuladas do ano com as perspectivas positivas em relação à temporada de balanços do terceiro trimestre e os bons resultados apresentados pelos grupos financeiros dos Estados Unidos.

Garanta acesso ao Suno One, a central de informações para quem quer aprender a investir. Acesse gratuitamente clicando aqui

Além disso, confira as notícias que mexeram com o principal índice acionário da Bolsa de Valores de São Paulo (B3):

  • PF faz operação de busca e apreensão na sede da Qualicorp
  • Ânima propõe aumento de capital de R$ 2,4 bi
  •  CEO da Azul ainda não decidiu se usará crédito do BNDES

Operação na sede da Qualicorp

A Qualicorp (QUAL3) comunicou que a Polícia Federal (PF) fez uma operação de busca e apreensão de documentos na sede da companhia e em outros locais na manhã desta quinta-feira. A administração da empresa destacou que irá adotar as medidas necessárias para apuração completa dos fatos, colaborando, ao máximo, com as autoridades públicas responsáveis pelo caso.

A denominada “Operação Triuno” foi realizada por determinação da 2ª Vara Federal Criminal da Subseção Judiciária de São Paulo, especializada em crimes contra o sistema financeiro nacional e de lavagem e ocultação de bens, direitos e valores.

Aumento de capital da Ânima

A Ânima (ANIM3) informou que propôs ao Conselho de Administração um aumento de capital de R$ 2,4 bilhões. Com isso, o capital social da empresa passaria de R$ 1,65 bilhão para R$ 4 bilhões, limite do capital autorizado, que se “adequa à realidade da companhia”.

As informações constam no documento da proposta da administração para Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada no dia 23 de novembro.

Azul indecisa sobre crédito do BNDES

O CEO e cofundador da Azul Linhas Aéreas (AZUL4), John Peter Rodgerson, afirmou, em entrevista ao “NeoFeed”, que ainda não decidiu se a empresa utilizará o empréstimo de R$ 2 bilhões oferecido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A companhia está com um caixa de R$ 2,3 bilhões, que é suficiente para manter a aérea por cerca de 30 meses, segundo executivo. Entretanto, o CEO da Azul disse que ter o dinheiro a disposição, caso tenha uma nova onda de Covid-19 no Brasil, traria uma “segurança” a mais para a empresa.

Maiores altas e baixas do Ibovespa

Altas:

  • ITUB4: +5,14% / R$ 25,77
  • PRIO3: + 4,93% / R$ 4,93
  • WEGE3: +4,73% / R$ 82,11
  • BBDC4: +4,6% / R$ 22,72
  • BBAS3: +4,34% / R$ 33,65

Baixas:

  • COGN3: -2,58% / R$ 4,91
  • BRML3: -2,37% / R$ 9,48
  • BTOW3: -2,3% / R$ 87,10
  • B3SA3: -2,27% / R$ 56,07
  • LAME4: -2,11% / R$ 26,02

Bolsas no exterior

  • Nova York (S&P 500): +0,52% – 3.453,49
  • Frankfurt (DAX 30): -0,12% – 12.543,06
  • Reino Unido (FTSE 100): +0,16%% – 5.785,65
  • Paris (CAC 40): -0,053% – 4.851,38
  • Itália (FTSE MIB): -0,047% – 19.076,95
  • Xangai (SSEC): -0,38% – 3.312,50
  • Hong Kong (Hang Seng): +0,13% – 24.786,13
  • Japão (Nikkei 225 ): -0,70% – 23.474,27

Última cotação do Ibovespa

Da mesma forma que o Ibovespa hoje, o índice acionário encerrou as negociações na última quarta-feira com uma alta de 0,01%, a 100.552,438 pontos.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião