Mercado

Ibovespa fecha em alta de 0,61% com queda do desemprego no Brasil

0

O Ibovespa fechou esta sexta-feira (30) em alta impulsionado pela queda do desemprego no Brasil para 11,8%, caindo pelo quarto mês seguido.

O Ibovespa encerrou o dia em alta de +0,61% a 101.134,609 pontos. No total do mês de agosto, finalizou com leve queda de 0,67%.

Também contribuíram para o resultado desta sexta do principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (B3):

  • o aviso da Oi à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de que não sabe o motivo das oscilações de suas ações,
  • a afirmação da elétrica mineira Cemig de que não considera a capitalização via oferta de ações,
  •  o anúncio do banco Bradesco de que seu Programa de Desligamento Voluntário começará na próxima segunda-feira (2).

Desemprego cai para 11,8% em julho

A taxa de desemprego no País retraiu para 11,8% no período encerrado em julho. De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (30).

O desemprego apresenta queda pelo quarto mês seguido em comparação com os meses anteriores. Na comparação anual, também foi visto um recuo, quando a taxa foi de 12,3%.

Saiba mais: Desemprego cai para 11,8%, retraindo pelo quarto mês seguido

O número de desempregados diminuiu 4,6% (menos 609 mil pessoas) em 90 dias, e caiu 2% (menos 258 mil pessoas) em relação igual período do ano passado.

Oi não sabe o motivo das oscilações das ações

A operadora Oi (OIBR3) (OIBR4) informou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na última quinta-feira (29), que não há fatos ou atos que possam justificar as oscilações nas ações da empresa.

“A Oi esclarece que não há fatos ou atos que em seu entendimento possam justificar as oscilações verificadas nas ações da companhia, no número de negócios e na quantidade negociada, além daqueles amplamente já divulgados pela Companhia”, informa a operadora.

Saiba mais: Oi informa à CVM que não sabe o motivo das oscilações das ações

Além disso, a empresa reitera que há possibilidade de que as oscilações estejam relacionadas com matérias jornalísticas que tem vinculado informações do mercado de telefonias no Brasil e o nome da empresa.

Cemig desconsidera capitalização via oferta de ações

A elétrica mineira Cemig (CMIG4) afirmou que desconsidera a capitalização via oferta de ações.

Saiba mais: Cemig desconsidera capitalização via oferta de ações

Nesta sexta-feira (30), a Cemig esclareceu a investidores que não está considerando uma arrecadação de capital através de uma oferta secundária de ações (follow on).

A companhia acrescentou que permanece “permanentemente avaliando opções para otimizar seu fluxo de caixa e gerir sua dívida, com foco em desalavancagem, redução do custo médio da dívida e alongamento do prazo médio de pagamento”.

Bradesco iniciará PDV na próxima segunda-feira

O banco Bradesco anunciou que o Programa de Desligamento Voluntário (PDV) iniciará na próxima segunda-feira (2) e terminará dia 16 de outubro. O comunicado foi divulgado ao mercado na última quinta-feira (29).

“O objetivo do PDV é no fundo a adequação do quadro do banco à uma nova realidade em termos de processos e tecnologia que estamos investindo há bastante tempo e tem levado o banco a uma produtividade maior”, disse o vice-presidente do Bradesco, André Cano, ao jornal “Estado de S.Paulo”.

Saiba mais: Programa de Desligamento Voluntário do Bradesco inicia na próxima segunda-feira

Dessa forma, o principal intuito da instituição é adequar todos os colaboradores ao avanço da tecnologia com a finalidade de aumento de produtividade e diminuição a exigência pessoal. O banco fechou nesta sexta em +1,54% a R$ 32,95

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, na quinta-feira (29), o Ibovespa encerrou o pregão em alta de 2,37%, chegando a 100.524 pontos.

Compartilhe a sua opinião

Rafael Lara
Rafael Lara cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Escreve sobre política, economia e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na TV Gazeta na produção do programa Edição Extra.