Mercado

Ibovespa encerra em queda de 2,90% com bancos em operação Lava Jato

0

O Ibovespa encerrou o pregão desta quarta-feira (2) em queda de 2,9% e retornou a casa dos 101 mil pontos. A baixa do índice acionário foi puxada pela investigação dos principais bancos do País pela Operação Lava Jato.

No fechamento do mercado, o Ibovespa registrava queda de 2,9%, a 101.031,44 pontos.

O mercado reagiu a aprovação em primeiro turno da reforma da Previdência no Senado. Além disso, a redução da economia da reforma foi alvo de atenção dos investidores.

Em contrapartida aos resultados negativos, a alta das ações da Arezzo após o acordo com a Vans movimentou o principal indicador da B3. O projeto de investimentos do Softbank em empresas da América Latina também esteve no radar do mercado.

Lavagem de dinheiro em bancos brasileiros

As recentes investigações da Operação Lava Jato indicaram que contas abertas nos cinco maiores bancos do país foram utilizados como meio para lavagem de dinheiro.

Saiba mais: Lava Jato aponta lavagem de R$ 1,3 bilhão entre os cinco maiores bancos do Brasil

De acordo com as apurações baseadas em duas fases da operação deste ano, pagamentos de propina passaram pelas cinco maiores instituições bancárias do País. São elas:

  • Bradesco: R$ 989,6 milhões
  • Banco do Brasil: R$ 200 milhões
  • Itaú Unibanco: R$ 94,5 milhões
  • Santander: R$ 19,5 milhões
  • Caixa Econômica Federal: R$ 4,1 milhões

Aprovação da Previdência no Senado

O Senado aprovou em primeiro turno a reforma da Previdência. Os senadores rejeitaram ou retiraram os seis destaques, ou seja, alterações no texto que foram propostos.

Saiba mais: Senado aprova Previdência em primeiro turno; destaques são rejeitados

Entre as propostas de alteração, três foram rejeitadas. Sendo elas sobre a aposentadoria especial, a pensão por morte e a idade mínima das mulheres. As outras três propostas, que foram retiradas, eram sobre a aposentadoria de anistiados, alterações no cálculo de benefícios e nas regras de transição.

Além disso, o plenário do Senado Federal retirou a proposta de mudar as regras para concessão do abono salarial da reforma. A mudança no texto desidrata a reforma em R$ 76,4 bilhões e reduz a economia prevista para pouco mais de R$ 800 bilhões em dez anos.

Acordo entre Arezzo e Vans

A Arezzo anunciou, através de seu fato relevante que será distribuidora exclusiva da Vans no Brasil.

Saiba mais: Arezzo assina acordo com Vans para ser distribuidora exclusiva no Brasil

“A companhia passará a ser distribuidora exclusiva dos Produtos Vans no território brasileiro, pelo prazo inicial de 5 anos a partir de 1° de janeiro de 2020, com possibilidade de extensão por mais 2 anos vinculada ao atingimento de determinadas métricas operacionais e financeiras”, informou a empresa.

Além disso, a varejista informou que investirá aproximadamente R$ 50 milhões na aquisição de estoque de produtos e de outras quatro outlets próprios Vans.

Os papéis da Arezzo (ARZZ3) encerraram em alta de 2,96%, sendo negociadas a R$ 51,15.

Softbank investirá em startups na América Latina

De olho na América Latina, o Softbank anunciou o lançamento de sua incubadora, projeto que tem como objetivo o desenvolvimento de startups, Latin America Tech Hub.

Saiba mais: Softbank anuncia seu projeto de investimento em startups na América Latina

Em comunicado, a instituição financeira informou que deseja criar 50 parcerias em cinco anos, com o objetivo de que a Vision Fund, fundo de investimento de startups, se expanda na América Latina.

O grupo japonês tem o intuito de investir em joint venturese startups. Além disso, o fundo trará companhias do portfólio mundial para a região latino-americana. “Estamos animados em ajudar empresas do portfólio do Vision Fund a entrarem na América Latina”, disse o presidente do fundo investimento, Rajeev Misra.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, na terça-feira (1), o Ibovespa encerrou em queda de -0,66% a 104.053,398 pontos.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.