Ibovespa abre nesta quarta-feira em leve queda, a 97.119,79 pontos

Ibovespa abre nesta quarta-feira em leve queda, a 97.119,79 pontos
O Ibovespa abriu em leve alta nesta quinta-feira (1), estendendo os ganhos da última quarta-feira (30).

O Ibovespa abriu esta quarta-feira (23) em leve baixa, acompanhando os mercados internacionais que iniciam o dia de forma morna, próximos da estabilidade. Por volta das 10h15, o maior índice acionário da Bolsa de Valores de São Paulo (B3) caía 0,18%, atingindo 97.119,79 pontos.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

A cotação do Ibovespa fechou o pregão na última terça-feira (22) com uma leve alta, revertendo o sentido negativo da maior parte do dia. Nesta quarta-feira, o mercado está atento às questões internas, sobretudo a previsão do Ministério da Economia para o rombo nas contas públicas neste ano.

Nas contas do governo, o déficit primário deve atingir R$ 861 bilhões em 2020. O déficit primário ocorre quanto os gastos do governo são superiores à receita auferida, desconsiderando os juros da dívida pública. As informações foram reveladas através do relatório de receitas e despesas do orçamento.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

O cáculo do Ministério da Economia leva em consideração uma contração de 4,7% no Produto Interno Bruto (PIB). Na projeção divulgada em maio,  a equipe liderada pelo ministro Paulo Guedes previa um rombo de R$ 787,4 bilhões nas contas públicas.

Para 2020, o governo estava autorizado a registrar um déficit primário de até R$ 124,1 bilhões. No entanto, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e o decreto de calamidade pública, o Congresso Nacional aprovou a ultrapassagem desse limite pelo governo.

Além disso, ainda no âmbito econômico, os investidores seguem de olho na inflação. Segundo informações divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), ficou em 0,45% em setembro. A alta foi pressionada pelo segmento de alimentos e bebidas, que avançaram 1,48%.

O indicador, que é considerado uma prévia da inflação oficial do Brasil, demonstrou crescimento em relação ao mês anterior, quando, em agosto, registrou uma alta de 0,23%.

Giro corporativo

Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) preparam uma incorporação de ações para uma combinação de negócios que pode levantar uma empresa avaliada em R$ 50 bilhões.

Os acionistas da Unidas irão receber 0,44682380 ação ordinária de emissão da Localiza em substituição a cada 1 ação ordinária de emissão da Unidas por eles detidas na data de fechamento. A operação está sujeita aos termos e condições previstos no acordo, na data de consumação da incorporação de ações.

A Localiza informou que, baseado na relação de troca, negociada entre partes independentes, levando em conta as premissas previstas no acordo, os acionistas da companhia passariam a deter, em conjunto, 76,85000004% do capital social total e votante da companhia combinado, e os então acionistas da Unidas passariam a deter, em conjunto, 23,14999996%.

A Stone (NASDAQ: STNE) estuda emitir Brazilian Depositary Receipts (BDRs), com o intuito de ajustar a oferta de combinação de negócios junto à Linx (LINX3). A informação foi revelada por meio de um comunicado oficial da empresa na noite da última terça-feira (22).

Segundo a Stone, “isso permitirá que os detentores de ações da Linx negociadas no mercado brasileiro recebam BDRs da Stone como parte da contraprestação a ser paga” pela companhia no âmbito da negociação. A proposta da Stone, de R$ 6,3 bilhões pelas atividades da Linx, prevê um pagamento de 90% em dinheiro e o restante em ações.

Mercados no exterior

Confira o desempenho dos principais índices acionários no exterior, além do Ibovespa agora:

  • Nova York (S&P 500) futuro: +0,28%
  • Londres (FTSE 100): +2,06%
  • Frankfurt (DAX 30): +1,32%
  • Paris (CAC 40): +1,45%
  • Milão (FTSE/MIB): +1,14%
  • Xangai (SSE Composite): +0,17% (fechada)
  • Tóquio (Nikkei 225): -0,05% (fechada)

Última cotação do Ibovespa

De forma distinta ao Ibovespa hoje, o índice acionário encerrou as negociações na última terça-feira com uma alta de 0,31%, a 97.293,54 pontos.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião