Mercado

Ibovespa inicia sessão em baixa; reforma deve ser decidida nesta quinta

0

Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, inicia o pregão desta quinta-feira (14) com leve baixa.

Por volta das 11h da manhã, o Ibovespa recuava -0,11% somando 95.737,01 pontos.

Bolsas Internacionais

  • Nasdaq (Estados Unidos): alta de +0,08%;
  • FTSE 100 (Reino Unido): alta de +0,37%;
  • Nikkei (Japão): queda de -0,02%;
  • CAC40 (França): alta de +0,67%.

Principais assuntos que podem movimentar o Ibovespa, nesta quinta:

  • Reforma da Previdência;
  • Negociações comerciais;

Reforma da Previdência

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que quer “bater o martelo” sobre a proposta da reforma da Previdência ainda nesta quinta-feira (14). No entanto, caso isso aconteça o próximo passo é a proposta ser levada ao Congresso.

De acordo com o presidente, será fixada uma idade mínima de 62 ou 65 anos para homens e  57 ou 60 anos para mulheres. Além disso, será incluído um período de transição e as regras aplicadas às Forças Armadas também chegarão aos policiais militares e bombeiros.

Entretanto, a definição da reforma depende da reunião de Bolsonaro com a sua equipe econômica, nesta tarde desta quinta.

Durante entrevista à “TV Record”, na última quarta-feira (13), o presidente afirmou que “não gostaria de fazer a reforma da Previdência, mas sou obrigado a fazer, do contrário o Brasil quebrará em 2022 ou 2023”.

Negociações comerciais

Na última terça-feira (12), o Representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer chegou a Pequim para participar de uma nova rodada de negociações. No entanto, o objetivo é estabelecer um acordo comercial com a China antes do prazo final da trégua, que acaba em 1º de março.

Saiba mais: Representante comercial dos EUA chega à China para negociações

Lighthizer e o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, terão discussões nesta quinta-feira (14) e na sexta-feira (15) com o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He.

Além disso, a delegação norte-americana deve ser reunir com o presidente da China, Xi Jinping, segundo o jornal “South China Morning Post”.

De acordo com o jornal, o presidente chinês deve encontrar Muchin e Lighthizer na próxima sexta-feira.

Na última terça feira (12), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que poderia prorrogar o prazo de 1º de março para o fechamento do acordo comercial com a China.

Trump ainda disse que espera se reunir com o líder da China para que o pacto seja selado.

Saiba mais: Trump diz que pode prorrogar prazo para acordo comercial com a China

Última cotação

O Ibovespa encerrou a última quarta-feira (13) com um recuo de 0,34% ficando com 95.842,40 pontos.

Compartilhe a sua opinião

Renan Bandeira
Renan Bandeira escreve sobre política e economia para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou em uma rede de televisão, onde fazia reportagens sobre os mesmos temas. Estuda na Universidade Metodista de São Paulo.