Mercado

Ibovespa sobe 0,94% com Petrobras e JBS em alta

0

O Ibovespa encerrou o pregão desta quarta-feira (28) em alta de 0,94%, a 98.193,53 pontos.

Em contrapartida a alta, o Ibovespa iniciou o dia operando em queda de -0,42% chegando a 96.865,03 pontos, por volta das 10h20.

A pontuação do índice acionário foi impulsionado pela oferta pública de títulos de dívidas da Petrobras. Além disso, ainda no cenário interno, as ações da JBS registraram alta após a empresa anunciar a compra do grupo Tulip Company.

O mercado também está reagindo a mais um capítulo da guerra comercial entre China e Estados Unidos, marcado por um novo aumento nas tarifas.

Emissão de debêntures da Petrobras

No dia 16 de agosto, a Petrobras informou o mercado sobre o registro da oferta para distribuição pública de títulos de dívidas em até três séries.

Na última terça-feira (27), a estatal deu início ao período de reserva para a negociação de R$ 3 bilhões em títulos de dívidas (debêntures). O prazo final da reserva é dia 9 de setembro.

Saiba mais: Petrobras dá início ao período de reserva para venda de debêntures

O mercado está atento a oferta da estatal, já que espera que isso possa servir como termômetro da demanda do investidor por debêntures de infraestrutura e ações ligadas a uma parte do Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

Os recursos obtidos serão utilizados no programa de exploração e desenvolvimento da produção de campos da Petrobras.

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) encerraram o pregão em alta de 1,03%, a R$ 24,59.

JBS sobe após compra da Tulip Company

A JBS informou que comprou a Tulip Company, líder em produção de carne suína, em um negócio avaliado em US$ 354 milhões. A transação foi feita por meio da subsidiária Pilgrim’s Pride Corporation.

Saiba mais: JBS compra Tulip Company, líder do mercado de carne suína do Reino Unido

Segundo o comunicado ao mercado, divulgado pela empresa, a operação tem como objetivo originar uma nova líder no mercado de proteína e alimentos preparados na Europa.

Isso pode acontecer por intermédio do aumento da carteira de alimentos preparados para 21% das distribuições globais da Pilgrim’s.

No cenário mundial, a demanda por carne suína pode beneficiar a JBS, já que a China, por exemplo, tem tido dificuldades com esta proteína por conta da peste suína africana, que pegou o rebanho do país de surpresa nos últimos meses.

As ações da JBS (JBSS3) encerraram em alta de 3,02%, cotadas em R$ 28,69.

Guerra comercial

A Representação Comercial dos Estados Unidos reafirmou que o presidente do país, Donald Trump, pretende impor uma tarifa adicional de 5% na lista no valor de US$ 300 bilhões em produtos chineses a partir do dia 1º de setembro e 15 de dezembro. A medida é decorrente da atual guerra comercial entre os dois países.

Saiba mais: Guerra Comercial: EUA aumentarão tarifas sobre produtos chineses

No diário oficial norte-americano, o gabinete afirmou que irá impor tarifas de 15% sobre uma parcela dos produtos chineses no dia 1º de setembro, e o restante (com telefones celulares e laptops) receberá 15% de tarifa no dia 15 de dezembro.

Anteriormente, o governo Trump previa uma tarifa de 10%. No entanto, por conta da intensificação da guerra comercial, o presidente resolveu aumentar o valor.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, na terça-feira (27), o Ibovespa encerrou em alta de 0,88%, a 97.276,188 pontos.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Almeida
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.